MotoGP: Crutchlow retorna por três corridas como substituto de Morbidelli na Petronas Yamaha SRT

Atual piloto de testes da Yamaha, britânico substituirá atual vice-campeão, que se recupera de cirurgia no joelho

MotoGP: Crutchlow retorna por três corridas como substituto de Morbidelli na Petronas Yamaha SRT

A equipe Petronas SRT, satélite da Yamaha na MotoGP, confirmou que o britânico Cal Crutchlow voltará ao grid do Mundial no GP da Estíria, assumindo a vaga de Franco Morbidelli na equipe pelas próximas três corridas.

Morbidelli passou por uma cirurgia no joelho antes do GP da Holanda no fim de junho após agravar uma lesão preexistente adquirida mais cedo no ano durante um treinamento. O ítalo-brasileiro não correu em Assen e a expectativa é de que seu afastamento dure até setembro.

Leia também:

A SRT confirmou que Crutchlow, que é piloto de testes da Yamaha atualmente, será seu substituto na rodada dupla do Red Bull Ring e em Silverstone, que volta a receber a categoria pela primeira vez desde 2019. Caso Morbidelli retorne após estas três corridas, sua volta seria no GP de Aragón, marcado para 12 de setembro.

"É ótimo voltar a andar com a Yamaha neste ano como piloto de testes oficiais e poder dar o passo adiante quando é necessário", disse. "Mal posso esperar para correr pela Petronas Yamaha SRT em três GPs".

"Obviamente, isso não vem na melhor das circunstâncias, e desejo a Franco uma ótima recuperação, espero que consiga voltar mais forte após a cirurgia no joelho. Tenho certeza que estará porque vem pilotando de modo fantástico ao longo dos últimos dois anos".

"Acho que é difícil determinar objetivos para estas três corridas e será mais sobre compreender a moto, já que meus dias de teste neste ano são limitados. O lado bom é que poderei comparar as motos e talvez possa juntar muitos dados para a Yamaha".

"É meio como ser jogado na cova dos leões, e é uma classe muito competitiva da MotoGP, mas mal posso esperar por isso e será ótimo estar de volta ao grid".

Crutchlow se aposentou das pistas no fim da última temporada e aceitou uma função de piloto de testes na Yamaha.

O britânico fez sua estreia na MotoGP em 2011 com a moto da Yamaha na Tech3, conquistando seis pódios com a M1 entre 2011 e 2013 antes de trocar para a Ducati em 2014.

Crutchlow andou com a M1 mais recente em vários testes neste ano, mas, desta vez estará em uma versão de dois anos para a sequência de três corridas. O britânico terá ainda a companhia de outro aposentado, Dani Pedrosa, que retorna ao grid em um wild card com a KTM no GP da Estíria.

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

MARIANA BECKER: F1 na Globo estava LIMITADA e gerava FRUSTRAÇÃO; categoria está FELIZ com a BAND

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #121 - Como Verstappen se encaixa entre rivais históricos de Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Três anos após aposentadoria, Pedrosa retorna à MotoGP como 'wild card' da KTM na Estíria; relembre carreira

Artigo anterior

Três anos após aposentadoria, Pedrosa retorna à MotoGP como 'wild card' da KTM na Estíria; relembre carreira

Próximo artigo

MotoGP 2021: Confira horários e como assistir ao GP da Estíria

MotoGP 2021: Confira horários e como assistir ao GP da Estíria
Carregar comentários