MotoGP: Em recuperação após cirurgia, Morbidelli pode voltar apenas em Misano

Piloto ítalo-brasileiro já era dúvida para a rodada dupla do Red Bull Ring, mas pode perder ainda as etapas de Silverstone e Aragón

MotoGP: Em recuperação após cirurgia, Morbidelli pode voltar apenas em Misano

O atual vice-campeão da MotoGP, Franco Morbidelli, perdeu o GP da Holanda em Assen após uma lesão no joelho, que o obrigou a passar por uma cirurgia. E apesar de passar toda a pausa de verão se recuperando, a equipe Petronas Yamaha SRT acredita que o ítalo-brasileiro deve perder mais algumas corridas antes de seu retorno ao grid.

Morbidelli teve um acidente antes do GP da Holanda e contundiu joelho esquerdo, forçando-o a perder a etapa para realizar a cirurgia e acelerar o processo de recuperação. Em seu lugar, a Yamaha escalou o americano Garrett Gerloff, que corre com a montadora no Mundial de Superbike.

Leia também:

E enquanto o retorno de Morbidelli já era uma dúvida para a rodada dupla do Red Bull Ring, com os GPs da Estíria e da Áustria marcadas para 08 e 15 de agosto, respectivamente, agora o chefe da Petronas SRT, Razlan Razali, já acredita que ele perderá mais corridas, voltando apenas no meio de setembro.

"Franco está se recuperando bem da operação no joelho", disse Razali em entrevista veiculada pela Petronas SRT. "Queremos assegurar que ele estará 100% antes de voltar, assim, não acredito que ele retorne ao grid até Misano, por mais que gostaria que fosse antes".

"É um circuito que ele gosta, conhece bem e seria um bom lugar para seu retorno. Todos seguimos desejando o melhor a ele em sua recuperação e que volte apenas quando se sentir completamente em forma".

Caso a previsão de Razali se concretize, Morbidelli perderia mais duas corridas além do Red Bull Ring: os GPs da Grã-Bretanha, em Silverstone, e de Aragón, totalizando cinco provas em que o ítalo-brasileiro não estaria no grid. No momento, ele é apenas o 13º no Mundial, com 40 pontos, tendo como melhor resultado um terceiro lugar em Jerez.

Se Morbidelli não voltar a tempo do GP da Estíria, a Petronas e Yamaha terão que encontrar um novo piloto, já que Gerloff não estará disponível pois se ocupará com o Mundial de Superbike na República Tcheca.

Nesse caso, as opções seriam praticamente limitadas ao piloto de testes, Cal Crutchlow. O britânico até preparou um macaco com a publicidade da Petronas. Ele já rejeitou a possibilidade de correr em Assen porque não faria sentido correr com a moto de 2019 quando está desenvolvendo a de 2022, mas se não houver mais opções, terá que ir.

EXCLUSIVO: Mariana Becker vê Hamilton mais irritado, Verstappen maduro e detalha 'treta' com Alonso

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #118: Quais 'passagens de bastão' mais emblemáticas da F1?

 

.

compartilhar
comentários
MotoGP: Petronas Yamaha aguarda decisão de Rossi para definir dupla de 2022

Artigo anterior

MotoGP: Petronas Yamaha aguarda decisão de Rossi para definir dupla de 2022

Próximo artigo

MotoGP: Etapa da Tailândia é cancelada pelo segundo ano consecutivo

MotoGP: Etapa da Tailândia é cancelada pelo segundo ano consecutivo
Carregar comentários