Nem a gravidade consegue segurara a Red Bull! O time precisava de um novo desafio após quebrar três recordes consecutivos de pit stops mais rápidos nessa temporada – e eles encontraram algo à altura, literalmente, a 33 mil pés e a bordo de um avião de treinamento dos cosmonautas russos

Contando com a ajuda da agência espacial russa, a Roscosmos, o time levou o RB1, carro de 2005, para o centro de treinamento de cosmonautas Yuri Gagarin e aceitou o desafio para provar que o céu é realmente o único limite ao completar um pit stop em gravidade zero

Sobre este vídeo
Duração
02:09
Postado
21 de nov. de 2019
Categoria
Equipes

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil