No GP da Toscana de Fórmula 1, disputado de forma inédita em Mugello, Max Verstappen abandonou pela segunda vez consecutiva em função de problemas de motor na sua Red Bull-Honda. Foi a terceira prova, de um total de nove na F1 2020, em que o piloto holandês não cruzou a linha de chegada por causa da unidade de potência japonesa. Por isso, Verstappen soltou o verbo e manifestou seu grande descontentamento. Repórter do Motorsport.com, Carlos Costa dá mais detalhes sobre a situação e a 'quase polêmica' envolvendo piloto e fornecedora de motores. Assista, comente, curta e se inscreva no canal, ativando as notificações para ficar por dentro de todas as nossas novidades no YouTube. ;D

Sobre este vídeo
Duração
05:25
Postado
16 de set. de 2020
Categoria

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil