F4 Brasil: sonho de chegar à F1 tem pontapé decisivo neste sábado

É quando há a disputa da primeira de três corridas do fim de semana; o pole position e os pilotos que completaram o top 10 do quali falaram do desafio

F4 Brasil: sonho de chegar à F1 tem pontapé decisivo neste sábado
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 4 Brasil inicia a sua história 'decisiva' neste final de semana, com a etapa do Velocitta, autódromo localizado em Mogi Guaçu (SP), onde neste sábado será realizada a primeira corrida da história da categoria.

O editor recomenda:

Os jovens talentos da Associação de Pilotos Brasileiros de Fórmula (APBF) esperam com ansiedade a primeira de seis rodadas triplas marcadas para a temporada deste ano e comentaram suas expectativas para o encontro inaugural, no qual Lucas Staico faturou a pole (da prova 3) nesta sexta.

Além dele, Álvaro Cho (que não corre no Velocitta por ainda não ter 15 anos), Aurelia Nobels, Pedro Clerot, Lucca Zucchini, Nelson Neto, Nicholas Monteiro, Nic Giaffone, Ricardo Gracia Filho e Vinícius Tessaro, todos da APBF, terão sua primeira experiência em um brasileiro de monopostos padrão FIA.

Clerot, que larga na pole da corrida 1, disse: "Me sinto pronto para disputar a F4 Brasil. Foram muitos meses de preparação dentro e fora da pista, que me ajudaram a evoluir bastante. A primeira etapa, como sabemos, será numa pista muito técnica, e acredito que um bom desafio para nós pilotos. Estou focando em entender o circuito in loco e extrair o máximo do carro. Será uma primeira etapa animada e irei em busca do topo".

Lucas Staico, mais rápido no quali e pole da prova 3, afirmou: “A expectativa é conseguir boa adaptação e buscar a vitória. Pretendo garantir o maior número de pontos, mas também tomar cuidado para não perder pontos. Na maioria do tempo, terei postura agressiva para sair líder do campeonato logo no Velocitta, que é uma das pistas mais técnicas do campeonato, um estilo que gosto muito de correr. Acho que a adaptação rápida ao circuito será algo muito importante”.

Ricardo Gracia, o terceiro colocado da classificação, destacou: “Minha expectativa é me adaptar com o carro e também com a equipe da F4 Brasil. Depois, viso melhorar a cada saída na pista. Estou ansioso."

Nicholas Monteiro foi o quarto: “Fiz bons treinos e me adaptei muito bem, me senti confortável com o carro, o que me deixou bastante animado. O Velocitta é uma pista técnica e acredito que um ótimo circuito para aplicar os aprendizados e entender mais ainda como o carro funciona”.

Quinto colocado, Fernando Barrichello disse: "Tenho tentado permanecer alegre e aproveitar cada oportunidade. Quero sempre estar na melhor posição e o desenvolvimento tem sido positivo. Senti muita evolução no carro, os resultados mostram isso! Na corrida ainda vou estar evoluindo e vou continuar buscando isso. Quero aproveitar ao máximo as experiências para aprender ainda mais. Estou muito feliz com tudo isso e cercado de pessoas que me deixam confiante.”

Nicolas Giaffone, o sexto, afirmou: "O Velocitta é bem travado. É técnico e vai exigir atenção, pois um erro lá pode te custar caro. Como as áreas de escape não são tão grandes, uma arriscada a mais pode te prejudicar muito. Já andei no Velocitta e é uma pista que gostei, me senti confiante”.

Aurelia Nobels, única mulher do grid e sétima no quali, destacou: “Minha expectativa para a estreia é aprender conforme as corridas e evoluir durante a temporada, mas quero obviamente estar na frente do grid. Com certeza ganhar é uma meta muito alta que eu gostaria de atingir e seria uma realização, mas, sendo meu primeiro ano na F4, acredito que posso encontrar dificuldades, assim com todo piloto. Então, minha principal expectativa mesmo é aprender bastante."

Lucca Zucchini foi o oitavo: “O Velocitta é uma pista de difícil ultrapassagem, apesar de muito boa para se pilotar. Além disso, o foco também recai em entender as demandas do carro. Como ele se comporta, por exemplo, na reta, que não é tão longa, e nas curvas, principalmente do setor 2. A compreensão disso será o diferencial e permite ao piloto ir bem. Estou bem focado e mal posso esperar”.

Nelson Neto, o nono, salientou: “Tenho como foco principal manter a evolução que apresentei em minha breve carreira no kartismo, agora na devida transição para os monopostos. Busco alcançar grandes resultados e, para isso, sigo focado”.

Vinícius Tessaro completou o top 10 no quali: “Estou bastante ansioso, sem dúvidas será um campeonato muito bem disputado, tendo em vista a qualidade dos pilotos do grid. Eu gosto de usar a cabeça, analisar a situação, saber quando dirigir na defensiva ou ser agressivo. Neste começo, vou focar na adaptação ao carro e ao formato da categoria, e, assim, ir em busca do melhor resultado possível”.

HOJE NÃO? Hoje sim... Cléber Machado revela BASTIDORES da narração ICÔNICA de Rubinho/Schumi em 2002

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #177 - Red Bull 'roubou' status de favorita ao título da Ferrari?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Homenagem a Ayrton Senna marca a estreia da Fórmula 4 Brasil; veja
Artigo anterior

Homenagem a Ayrton Senna marca a estreia da Fórmula 4 Brasil; veja

Próximo artigo

Prestes a fazer 50, Rubinho se emociona com estreia de Fefo na F4, que corre no Velocitta com a Stock: vejo que não sei de nada

Prestes a fazer 50, Rubinho se emociona com estreia de Fefo na F4, que corre no Velocitta com a Stock: vejo que não sei de nada
Carregar comentários