Diretor avisa: Honda precisa mudar para ficar na McLaren

Zak Brown diz que, apesar de querer manter parceria para 2018, japoneses precisam alterar abordagem e adotar mais riscos

Diretor avisa: Honda precisa mudar para ficar na McLaren
Zak Brown, McLaren CEO
Zak Brown, Executive Director, McLaren Technology Group, talks to Yusuke Hasegawa, Senior Managing Officer, Honda
McLaren MCL32
Red Bull Racing mechanic and Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Zak Brown, Executive Director, McLaren Technology Group
Fernando Alonso, McLaren, extracts himself from a leaking car in FP1
Fernando Alonso, McLaren MCL32, parks a leaking car in FP1
Fernando Alonso, McLaren, waves to the crowd after encountering technical trouble in FP1
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32 stops on track in FP1
Zak Brown, McLaren Executive Director
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32

O diretor da McLaren, Zak Brown, afirmou que a Honda precisa mudar sua abordagem caso queira manter a parceria para a próxima temporada, pouco depois de o time sofrer novos problemas no primeiro treino livre para o GP do Canadá.

No início da semana, Brown deixou claro que sua equipe está perdendo a paciência com a Honda e indicou que é possível uma mudança de fornecedor, com a Mercedes sendo a óbvia favorita.

Os problemas da McLaren continuaram nesta sexta-feira, quando Fernando Alonso parou na pista durante o primeiro treino livre depois de um aparente problema com a unidade de potência.

Brown afirmou que a McLaren precisa ter confiança de que a Honda sabe o que precisa ser feito e pediu para que a fabricante japonesa arrisque mais.

“O plano no momento é ter a Honda na traseira de nosso carro”, Brown disse à rádio BBC 5 Live. “Mas algumas coisas precisam acontecer daqui até lá para que nós tenhamos a confiança de que poderemos estar à frente do pelotão no próximo ano. Então, estamos trabalhando duro nisso.”

“Precisamos ser competitivos e mostrar sinais constantes de que estamos melhorando. Não acho que haja um número específico de posição, mas, agora, não estamos correndo bem. Não estamos terminando corridas e, em alguns casos, nem mesmo largando nas provas.”

“E não podemos ter isso mais. Então, o que precisa acontecer entre agora e a próxima temporada é que temos de ter confiança de que tudo está sendo corrigido e que podemos avançar.”

Brown explicou que a forma de trabalho da Honda, usando funcionários locais em sua base no Japão, não está trazendo resultados.

“Eric [Boullier, diretor esportivo da McLaren] fala sobre a cultura da F1. Eles não possuem a mentalidade que outras construtoras têm. Então, acho que é algo cultural. As pessoas envolvidas precisam ganhar mais experiência de F1 e precisam ter a mente aberta para isso.”

“Algo precisa mudar. Se você continuar fazendo a mesma coisa, continuará tendo o mesmo resultado – e é assim que tem sido nos últimos anos.”

“Então, eles precisam fazer mudanças, talvez arriscar mais, talvez fazer coisas que normalmente não fazem. Mas não dá para continuar fazendo a mesma coisa, obtendo o mesmo resultado, apenas esperando que algum milagre vai mudar a situação para a próxima corrida. Eles precisam ter uma abordagem um pouco diferente.”

O dirigente americano deixou claro que a decisão quanto ao motor do ano que vem será feita até o fim de julho, sendo que, segundo ele, há alternativas.

“Estamos começando a trabalhar no carro de 2018, que está logo aí. Precisamos tomar qualquer decisão de impacto para 2018 até as férias de agosto.”

“Temos um plano B, um plano C. Temos planos. Somos amigos de todos no pitlane, então tomamos um café e conversamos sobre várias coisas. Então, estamos bem.”

Brown também enfatizou que a equipe quer manter Alonso, mas admitiu que isso não será fácil.

“Sem dúvidas, queremos que ele fique. Há vários bons pilotos no grid, e todos querem pilotar para a McLaren, se você olhar no geral – obviamente, agora, há um desafio. “

“Fernando é o cara que queremos ao lado de Stoffel [Vandoorne], e podemos mantê-lo se tivermos um carro competitivo. E, se não tivermos a sorte de mantê-lo, encontraremos alguém.”

Por fim, Brown concordou com o prazo estabelecido por Alonso, em setembro. “Todos estão começando a tomar decisões para 2018 nesta altura, então parece um período sensato.”

“Temos muitas corridas daqui até lá, então estamos focados em subir no pelotão. É isso que ele quer, é isso o que nós queremos, é isso que a Honda quer. Queremos fazer isso juntos, mas nosso tempo está acabando para conseguir isso.”

compartilhar
comentários
Hamilton inicia como mais veloz no Canadá; Massa é 8º

Artigo anterior

Hamilton inicia como mais veloz no Canadá; Massa é 8º

Próximo artigo

Raikkonen responde e faz melhor tempo do dia; Massa é 6º

Raikkonen responde e faz melhor tempo do dia; Massa é 6º
Carregar comentários