Últimas notícias

F1: Com cancelamento do GP de Ímola, Gasly ganha 'respiro' na superlicença

Piloto francês tinha dez pontos na superlicença e corria risco de desclassificação

Pierre Gasly, Alpine A523

Pierre Gasly passou por momento de tensão em relação à sua superlicença. O piloto francês tinha dez pontos na 'carteira' e estava apenas dois de sofrer a penalidade máxima: ficar fora de uma corrida da temporada 2023 da Fórmula 1.

Leia também:

De acordo com o regulamento esportivo, quando um piloto atinge 12 pontos na superlicença ele é desqualificado do GP seguinte à punição. Uma vez cumprida a penalidade, o piloto tem os pontos zerados e pode 'recomeçar'. Assim como na vida real, os pontos expiram um ano após a infração ser cometida. 

Por conta da penalidade recebida na Cidade do México na temporada passada em uma tentativa de ultrapassar Lance Stroll - que fez com que Gasly chegasse aos dez pontos - muitos cogitaram a ideia maluca de que o francês iria cumprir essa punição no fim de 2022, antes de começar com a Alpine, sua nova equipe.

Uma ideia que claramente não se concretizou, mas que levou Gasly a enfrentar o risco de desqualificação para várias rodadas do campeonato mundial, não apenas no final de 2022, mas também no início de 2023.

Pierre Gasly, Alpino A523

Pierre Gasly, Alpino A523

Photo by: Alpine

Gasly foi punido em seis ocasiões ao longo da temporada de 2022, começando com os dois pontos que recebeu em maio, durante o fim de semana do GP da Austrália, por um incidente que também envolveu piloto canadense da Aston Martin. Outros pontos foram remitidos por uma colisão com Sebastian Vettel no fim de semana do GP da Áustria e por exceder o limite de velocidade sob uma bandeira vermelha no Japão.

Pontos pesados, que foram somados aos obtidos nos Estados Unidos por não respeitar o limite máximo de distância de dez carros em uma situação de Safety Car e por tirar Stroll da pista em uma tentativa de ultrapassagem.

Depois de estar a apenas dois pontos de penalidade de uma possível desqualificação, o piloto da Alpine conseguiu se manter longe de problemas, embora ainda corresse o risco de ser penalizado em algumas situações, principalmente no fim de semana do GP da Austrália, por um contato com seu companheiro de equipe.

Pierre Gasly, Squadra Alpine F1

Pierre Gasly, Squadra Alpine F1

Photo by: Alexander Trienitz / Motorsport Images

Com o cancelamento da etapa de Ímola, que foi justamente cancelada após as inundações que infelizmente atingiram a Emilia-Romagna nas últimas semanas, Gasly está respirando novamente. Quando o ano chegar ao fim, na verdade, o francês compensará os dois pontos que recebeu na Espanha na última temporada, passando de dez para oito pontos em sua licença.

Embora ele ainda corra o risco de ser desclassificado se cometer outras infrações durante a temporada, já que só recuperará mais dois pontos em meados de julho, isso lhe dará mais espaço para respirar nas próximas rodadas do campeonato.

ANÁLISE: Qual o 'tamanho' do 2023 de Alonso?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Engenheiro ex-F1, Rico Penteado comenta cancelamento de Ímola e relembra calamidades:

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior GP de Mônaco de F1: Horários e como assistir etapa de Monte Carlo, com F2 e F3
Próximo artigo RETA FINAL: O que há de verdade entre Hamilton e Ferrari? Mercedes se manifesta

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil