Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
68 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
82 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
89 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
145 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
152 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
166 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
173 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
187 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
201 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
208 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
222 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
236 dias

F1 planeja introduzir Q4 em treino classificatório para 2020

compartilhar
comentários
F1 planeja introduzir Q4 em treino classificatório para 2020
Por:
29 de mar de 2019 13:04

Após pesquisas, mundial pode mudar para formato de classificação com quatro sessões para a próxima temporada

Um plano para uma mudança de formato no treino classificatório, alterando de três para quatro sessões para a temporada de 2020, permanece na mesa após discussão na reunião do Grupo de Estratégia no início desta semana.

O formato de quatro sessões, que originalmente surgiu por uma pesquisa conduzida pela F1, tem sido amplamente discutido tanto pelo Grupo de Estratégia quanto pelo Grupo de Trabalho do Esporte – que faz os regulamentos esportivos – nos últimos seis meses.

Leia também:

O último debate não levou a uma votação ou a uma conclusão firme, mas fontes sugerem que a ideia está ganhando força e é provável que seja aceita.

O novo formato teria quatro carros eliminados no primeiro, segundo e terceiro estágios, deixando oito para disputar o chamado Q4. A esperança é que isso criaria um pouco de incerteza adicional, já que os principais pilotos teriam que completar três sessões perfeitas para chegar à rodada decisiva.

A discussão se concentra em quantos pneus os pilotos terão que usar para passar por todas as sessões, com a Pirelli relutante em fornecer quaisquer jogos extras.

Uma possibilidade é que os pilotos iniciem a corrida com os pneus que usaram na última sessão do treino, e não na penúltima sessão – o que é o caso atualmente.

Em teoria, isso os obrigaria a qualificar e começar com o pneu mais macio disponível, deixando o resto com uma escolha livre. No momento, as equipes de ponta têm uma vantagem tão grande que costumam usar o pneu de corrida mais duro para passar pelo Q2.

A esperança é que, ao forçar os pilotos rápidos a começar com o menos durável dos pneus, aqueles que estão começando atrás teriam sempre pneus em melhores condições.

No entanto, um dos chefes de equipe disse ao Motorsport.com que estar no pneu certo agora é tão crucial que os times que lutam pela pole na última sessão poderiam rotineiramente usar os pneus mais duros para não comprometer suas corridas.

Entende-se que as equipes estão executando simulações de como fariam suas sessões de qualificação. Seu feedback será considerado da próxima vez que a ideia for discutida.

O pensamento por trás do novo formato foi explicado pelo falecido diretor de prova da F1, Charlie Whiting, no ano passado.

"Isso é mais algo que vem da F1", observou ele. "Eles vêm fazendo muita pesquisa entre os fãs e sentem que essa é uma das coisas que os fãs mais gostariam”.

"Ligeiramente mais curtas, as sessões teriam um tempo ligeiramente mais curto entre elas. Quatro sairiam no Q1, quatro no Q2 e quatro no Q3, deixando oito no fim. Eu pessoalmente acho que é uma ideia muito boa, mas essa não é uma decisão minha."

Próximo artigo
Leclerc bate Vettel em briga ferrarista pela ponta no TL1 no Bahrein

Artigo anterior

Leclerc bate Vettel em briga ferrarista pela ponta no TL1 no Bahrein

Próximo artigo

Williams traz de volta co-fundador da equipe Patrick Head

Williams traz de volta co-fundador da equipe Patrick Head
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper