Fórmula 1 GP da Hungria

F1: Quem pode se dar bem no GP da Hungria

Velocidade em reta de Max Verstappen será menos eficaz na Hungria, então essa pode ser a chance de sua sequência de vitórias ser parada?

George Russell, Mercedes W13, Carlos Sainz, Ferrari F1-75, Charles Leclerc, Ferrari F1-75, Lando Norris, McLaren MCL36, Lewis Hamilton, Mercedes W13, the rest of the field at the start

O domínio de Max Verstappen este ano se resume a quatro elementos-chave – sua fenomenal habilidade, um carro que tem velocidade excepcional em reta, um sistema DRS extremamente eficaz e excelente equilíbrio nas curvas.

Leia também:

Tudo isso se juntou para colocá-lo na liderança novamente em Silverstone, mas a pista húngara é muito diferente, com mais curvas de baixa e média velocidade e ausência de uma reta decente de alta velocidade.

Embora o desempenho do carro moderno tenha permitido aos pilotos torná-los mais rápidos do que nunca, esse tipo de característica ainda é conhecido como um nivelador de desempenho, mas ainda não se sabe se reduzirá a vantagem da Red Bull.

No mix do pelotão de perseguição, a McLaren esteve mais perto de desafiá-la em Silverstone, mas acabou ficando aquém - e o fato de Verstappen ter se classificado em 10º em Budapeste no ano passado e ainda ter vencido a corrida certamente fará seus rivais estremecerem.

Então, com a F1 indo para a Hungria, o que podemos esperar?

VITÓRIA

Embora muito tenha sido dito sobre a velocidade em reta da Red Bull, ela também tem um chassi extremamente bom em curvas e bumps, então, embora uma parte de sua vantagem seja limitada, outra pode ser aprimorada.

Em Silverstone, a Red Bull foi mais rápido do que qualquer um nas curvas de velocidade média – que também existem em Budapeste – e com uma zona DRS decente para aproveitar também, Verstappen ainda é um claro favorito novamente em 25/08.

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Photo by: Erik Junius

A Mercedes garantiu um pódio duplo na Hungria no ano passado, no entanto, e Lewis Hamilton venceu 50% de suas corridas na pista (8 de 16), com um total de 11 pódios no total. A vitória número nove seria um recorde em qualquer pista.

Em uma Mercedes que deu sinais de recuperação – incluindo o terceiro lugar em Silverstone – Hamilton está em 13/1 para a vitória, enquanto seu companheiro de equipe, George Russell, pode ser uma opção tentadora em 24/1, tendo garantido a pole na Hungria ano passado.

PÓDIO

Este ano tivemos seis equipes diferentes e oito dos 20 pilotos no pódio até agora, com Lando Norris, da McLaren, sendo o último visitante quando terminou em segundo na última corrida em Silverstone.

Incrivelmente, quatro equipes diferentes terminaram em segundo lugar nas últimas quatro corridas – McLaren (Norris) na Grã-Bretanha; Ferrari (Charles Leclerc) na Áustria; Aston Martin (Fernando Alonso) no Canadá; e Mercedes (Lewis Hamilton) na Espanha.

A McLaren estava em alta em sua pista da casa, mas aquela prova foi disputada em condições relativamente frias que se adequavam ao carro, que trabalha duro com os pneus e os aquece rapidamente. Na Hungria, as coisas podem ser diferentes para a dupla ‘Papaya’.

Esta corrida geralmente é realizada em clima quente - foi com piso molhado três vezes - e o dia da corrida atualmente apresenta máxima de 29 graus. Isso deve fazer com que os carros e pilotos que são melhores no gerenciamento de seus pneus venham à tona.

O companheiro de equipe de Verstappen, Sergio Pérez, é um deles, e agora ele precisa melhorar um pouco seu desempenho. Ele só teve um pódio nas últimas cinco corridas – um terceiro posto na Áustria – então agora é a hora de dar a volta por cima. Suas chances de pódio são 81/100.

George Russell, Mercedes F1 W14, Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23

George Russell, Mercedes F1 W14, Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Fernando Alonso parece brilhar em Hungaroring, com cinco visitas ao pódio ao todo. A Aston Martin perdeu ritmo nas últimas corridas, mas com as margens apertadas na frente, o espanhol pode fazer a diferença.

Quanto à Ferrari, a performance passada na Hungria não parece boa. Eles tiveram um pódio lá nos últimos três anos – com Carlos Sainz em 2021 – e o melhor resultado de Charles Leclerc é o quarto, em seu primeiro ano com a equipe em 2019.

PONTOS

Todas as equipes já somaram pontos, mas AlphaTauri tem o menor número, com apenas dois 10º lugares - ambos para Yuki Tsunoda. Nyck de Vries e Logan Sargeant, da Williams, são os únicos dois pilotos que não pontuaram.

De Vries não terá mais chance de tentar porque a partir desta corrida ele foi substituído pelo reserva da Red Bull Daniel Ricciardo – que venceu na Hungria pela Red Bull em 2014.

Será preciso algo especial para tirar a AlphaTauri de sua posição típica na parte de trás do pelotão, mas se uma coisa é certa, Ricciardo estará se esforçando seriamente para deixar uma marca. Suas chances de terminar nos pontos são 2/1.

OPORTUNIDADES

A natureza estreita e sinuosa de Hungaroring torna a largada mais difícil do que na maioria das pistas, e mais da metade das corridas lá tiveram pelo menos um carro eliminado na primeira volta.

Lando Norris, McLaren MCL60, Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Oscar Piastri, McLaren MCL60, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, the rest of the field at the start

Lando Norris, McLaren MCL60, Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Oscar Piastri, McLaren MCL60, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, the rest of the field at the start

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Apesar disso, o safety car só apareceu em seis corridas e só foi usado uma vez desde 2017. O domingo tem previsão de sol forte, então as chances de o carro de segurança aparecer, mesmo com chuva, também são mínimas.

Se Verstappen vencer, no entanto, não é muito provável que seja por uma grande margem. Não costuma haver uma grande diferença de vitória na Hungria - a média nos últimos 10 anos é de cerca de oito segundos.

NOTA: As probabilidades foram medidas momentos antes da publicação.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: 'Na corda bamba', piloto recebe 'sinal' após demissão de Nyck de Vries
Próximo artigo F1: O que esperar da nova regra de pneus para o GP da Hungria

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil