Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Ferrari se contradiz e pede para Leclerc tirar pé para não passar Vettel

compartilhar
comentários
Ferrari se contradiz e pede para Leclerc tirar pé para não passar Vettel
17 de mar de 2019 07:36

Novato da escuderia italiana foi orientado a não atacar piloto alemão quando se aproximava

O GP da Austrália marcou a estreia de Charles Leclerc na Ferrari, fazendo com que a expectativa aumentasse sobre possíveis brigas internas na pista, depois de uma passagem tranquila de Kimi Raikkonen para Sebastian Vettel.

Os dois quase se encontraram na largada, mas Vettel levou vantagem, abrindo vantagem sobre o piloto monegasco.

Leia também:

Na segunda metade da corrida, Vettel reclamava sobre falta de potência em seu carro, perguntando à equipe o que estava acontecendo, e não obtendo respostas. Leclerc, por sua vez, via seu novo companheiro cada vez mais de perto, chegando a ficar a menos de um segundo sobre o tetracampeão da F1.

Foi quando que a Ferrari pediu para Leclerc não atacar, via rádio.

 

Charles: "Devo ficar atrás de Sebastian? Sim ou não?"

"Sim e recuar para ter alguma margem"

Charles: "Ok"

Pouco tempo depois a vantagem entre os dois aumentou novamente e terminou com o alemão na quarta posição, a pouco mais de um segundo sobre Leclerc, o quinto.

No final da prova, Leclerc admitiu que recebeu ordens da equipe para não continuar pressionando Vettel.

"Eu tinha muito mais ritmo, mas a equipe pediu para manter posições, porque não havia muito a ganhar se nos enfrentássemos, havia mais a perder, então não estou reclamando", disse à TV Movistar, da Espanha.

No início do mês, Mattia Binotto, novo chefe da Ferrari, declarou que deixaria ambos os pilotos decidirem na pista, pelo menos no início do campeonato.

"Obviamente os dois vão estar livres para brigar na pista. Não vamos pedir para Charles andar mais devagar, ou Sebastian ir mais rápido", explicou Binotto no lançamento do novo carro da Ferrari.

E ponderou: "Preciso que ambos andem no limite, se esforcem ao máximo, mas, certamente, se houver uma situação ambígua no início da temporada, Sebastian hoje tem mais experiência, está há anos com a gente, já ganhou títulos, então ele é nosso campeão", disse o italiano.

Próximo artigo
Bottas diz que fez melhor corrida da vida na Fórmula 1

Artigo anterior

Bottas diz que fez melhor corrida da vida na Fórmula 1

Próximo artigo

Chefe da Haas lamenta novo pesadelo em pit stop na Austrália: “Déjà-vu”

Chefe da Haas lamenta novo pesadelo em pit stop na Austrália: “Déjà-vu”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1