Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
19 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
33 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
61 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
68 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
82 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
96 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
103 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
124 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
138 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
152 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
180 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
187 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
201 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
208 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
222 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
236 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
243 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
257 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
271 dias

Médico cita progresso satisfatório de saúde de Lauda

compartilhar
comentários
Médico cita progresso satisfatório de saúde de Lauda
3 de ago de 2018 11:59

Um dos médicos responsáveis por realizar o transplante pulmonar de Niki Lauda, Walter Klepetko se mostrou encorajado com a evolução da saúde do tricampeão da F1, citando que “tudo está indo muito bem” após o procedimento.

Lauda, atualmente diretor não-executivo da Mercedes na F1, passou recentemente pela cirurgia em Viena, na Áustria. O ex-piloto sofreu com uma gripe enquanto estava de férias em Ibiza, na Espanha, e não viajou às últimas corridas da F1.

Klepetko, que conduziu a cirurgia ao lado de Konrad Hotzenecker, destacou o progresso de Lauda: “Tudo atualmente está indo muito bem e estamos muito satisfeitos”, disse o médico à emissora ORF.

Leia também:

Contudo, ainda é cedo para prever a data de alta de Lauda, uma vez que o tempo de recuperação para jovens pacientes é de duas a três semanas – o ex-piloto está com 69 anos. “Geralmente é um tempo longo para pacientes mais velhos”, acrescentou o médico, que destacou que o hospital está familiarizado a fazer cirurgias desta natureza, com aproximadamente 120 procedimentos no ano.

Klepetko também descartou que o transplante foi necessário como consequência do famoso acidente de Lauda na Alemanha, em 1976. “Podemos concluir de forma absoluta que o transplante não é uma consequência tardia do acidente com fogo”, disse, ao site Krone.

Próximo artigo
Red Bull anuncia saída de Ricciardo após 2018

Artigo anterior

Red Bull anuncia saída de Ricciardo após 2018

Próximo artigo

Renault confirma Ricciardo ao lado de Hulkenberg para 2019

Renault confirma Ricciardo ao lado de Hulkenberg para 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1