Fórmula E ePrix de Berlim I

F-E: Di Grassi chega a Berlim comemorando 7º Capacete de Ouro

Eleito melhor piloto do país por especialistas, Lucas disputará provas onde já esteve sete vezes no pódio e venceu em duas oportunidades

Lucas di Grassi, Mahindra Racing, is interviewed

Depois da primeira visita ao Brasil, no ePrix de São Paulo, a Fórmula E segue para mais uma rodada dupla na temporada 2022-23. Agora será em um dos palcos mais tradicionais da categoria de carros elétricos, o antigo Aeroporto de Tempelhof, na cidade de Berlim, Alemanha – único local que recebeu o Mundial em todos os anos desde a estreia em 2014.

Não será uma corrida qualquer para Lucas Di Grassi, piloto da equipe Mahindra: na noite desta quarta-feira (19) ele conquistou seu sétimo Capacete de Ouro, na 26ª edição do tradicional pleito realizado por especialistas convocados pela Revista Racing.

Leia também:

“Este ano o meu país já me deu duas grandes alegrias profissionais: a primeira foi realizar uma etapa da Fórmula E, um projeto pelo qual luto há uma década. A outra foi ser eleito o melhor piloto e ganhar o Capacete de Ouro pela sétima vez".

"Duas grandes conquistas que me balançam como profissional. Só tenho a dizer muito obrigado a todos aí no Brasil”, disse o piloto da equipe Mahindra Racing. “Este prêmio é uma motivação extra nesta temporada difícil que tenho pela frente. E vai me fazer entrar na pista com um ânimo renovado. É um incentivo pessoal de muito valor pra mim”, completou.

Recordista

Di Grassi é um dos pilotos com melhor retrospecto em solo alemão. O recordista de vitórias e participações na Fórmula E possui sete pódios em Berlim, dois deles sendo vitórias, nas temporadas de 2018-19 e de 2020-21.

No entanto, dessa vez o piloto sabe que não será fácil a tarefa de sair de Berlim com um bom resultado nesta temporada de desenvolvimento na equipe Mahindra.

“Berlim é um local que sempre me rendeu grandes resultados e é uma pista onde meu estilo de pilotar se encaixa muito bem”, avalia o brasileiro, pole position e terceiro colocado na primeira corrida da temporada 2022-23, na Cidade do México.

“Minha meta é tentar conquistar alguns pontos nesta prova. Porém, sabemos das nossas dificuldades momentâneas por ainda estarmos desenvolvendo nosso trem de força. Sonhos à parte, o principal é conseguirmos dar passos à frente em nosso acerto".

"Obviamente, como piloto, quero sempre o melhor resultado possível, porém nesse momento é importante trabalharmos tendo em vista o longo prazo.”

Olhando para o calendário, que alcançará sua metade após a segunda corrida da rodada dupla de Berlim, Di Grassi segue otimista, mas com os pés no chão.

“A temporada não vem saindo como queríamos, mas ainda não alcançamos nem a metade das 16 corridas. Então, como todos sabem, na Fórmula E tudo pode acontecer”. As corridas do ePrix de Berlim ocorrem nos dias 22 e 23 de abril (sábado e domingo).

Confira a programação (horários de Brasília):

Sexta-feira

11h55-12h45: Treino livre 1

Sábado

03h05-03h55: Treino livre 2

05h40-06h55: Classificação

10h03: Corrida 1

Domingo

03h05-03h55: Treino livre 3

05h40-06h55: Classificação

10h03: Corrida 2

Bronca de Hamilton com Mercedes: como cockpit adiantado atrapalha heptacampeão na F1 2023

Ouça o podcast Motorsport.com, que debate se Galvão faz falta no momento atual da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Fórmula E: Confira horários e como assistir rodada dupla de Berlim
Próximo artigo Em Berlim, Evans vence em 1-2 inédito da Jaguar na Fórmula E; di Grassi é 11º

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil