Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

40 anos: o dia que Niki Lauda quase morreu em Nurburgring

compartilhar
comentários
40 anos: o dia que Niki Lauda quase morreu em Nurburgring
1 de ago de 2016 18:33

Relembre GP da Alemanha que quase marcou morte de Lauda e serviu de inspiração para filme "Rush" em 2013

(L to R): Niki Lauda, Mercedes Non-Executive Chairman with John Surtees
Niki Lauda, Mercedes Non-Executive Chairman signs autographs for the fans
Niki Lauda, Mercedes Non-Executive Chairman
Niki Lauda, Ferrari 312T2 on fire after crashing near Bergwerk corner

A disputa do campeonato mundial de 1976 chegava a seu ápice há exatos 40 anos. O dia 1º de agosto marca a disputa do último GP da Alemanha no circuito antigo de Nurburgring, o Nordschleife. Com 22 km de extensão, a derradeira corrida no “Inferno Verde” foi eternizada na história da Fórmula 1

A disputa do título daquele ano estava entre dois pilotos. Niki Lauda, até ali com 58 pontos, e James Hunt, com 35. Após um bom início de ano, o austríaco da Ferrari tinha a pressão cada vez maior do britânico da McLaren, uma vez que Hunt havia sido desclassificado do GP da Grã-Bretanha duas semanas antes após ganhar.

Com chuva antes da largada, a corrida na Alemanha prometia ser tensa. Todos os pilotos resolveram largar com pneus para a pista molhada, exceto Jochen Mass - companheiro de James Hunt na McLaren.

O acidente

Com a maior parte do circuito de 22 km seca, após a primeira volta todos foram aos pits. Niki Lauda vinha bem atrás do top-6 após sair mal da segunda posição no grid. De pneus slicks, ele passou a imprimir um ritmo fortíssimo na volta 2.

Porém, após a curva Bergwerk, a suspensão do modelo 312T2 da Ferrari se quebrou, forçando Lauda para o lado direito e o jogando para o guard-rail. O carro voltou para a pista em chamas e foi acertado pelo alemão Harald Ertl e o americano Brett Lunger. Ambos ao lado de Arturo Mezario tentaram ajudar o piloto austríaco a sair do carro em uma cena agonizante. Após conseguir sair do carro, Niki foi levado ao hospital de helicóptero com queimaduras sérias.

Ao ficar preso no carro, Lauda inalou gases tóxicos e sofreu contusões no tórax, além das queimaduras sérias na cabeça. Lauda perdeu a orelha direita e teve seus cílios e sobrancelhas queimados no processo. No hospital, ele foi colocado em coma por precaução. O austríaco chegou a correr risco de vida, mas seis semanas depois retornou à ativa para lutar pelo título no GP da Itália - prova que finalizou em quarto.

James Hunt ganhou aquele GP da Alemanha. Nurburgring só voltou a ser utilizada na F1 com o traçado menor, criado em 1984.

Título perdido

Lauda participou de três corridas antes da decisão do título. Ela ocorreu em Fuji, no Japão. Sob muita chuva, o austríaco desistiu da prova pelo risco de acidentes, e com Hunt chegando em terceiro, o piloto da Ferrari perdeu o título por apenas um ponto – 69 a 68.

Filme

Em 2013, a história de superação de Lauda e todo o ocorrido em Nurburgring viram um filme - “Rush”. Apesar de algumas fantasias no que diz respeito à grande rivalidade de James Hunt e Niki (que nunca existiu), a história relata com detalhes o que foi a temporada de 1976.

O filme foi bem recebido não só pela crítica, mas também pelos normalmente exigentes fãs de automobilismo.

Os protagonistas foram Chris Hemsworth (James Hunt) e Daniel Brühl (Niki Lauda).

Próximo artigo
Massa fica 4 GPs sem pontuar pela primeira vez desde 2009

Artigo anterior

Massa fica 4 GPs sem pontuar pela primeira vez desde 2009

Próximo artigo

Para Wolff, F1 segue inconsistente nas punições

Para Wolff, F1 segue inconsistente nas punições
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Niki Lauda