Allison se aproxima de ida para Mercedes

Fontes indicaram ao Motorsport.com que James Allison, ex-diretor técnico da Ferrari, pode surpreender a todos e retornar à Fórmula 1 via Mercedes

Allison se aproxima de ida para Mercedes
(L to R): James Allison, Ferrari Chassis Technical Director with Paul Monaghan, Red Bull Racing Chief Engineer
Paddy Lowe, Mercedes AMG F1 Executive Director (Technical) in the FIA Press Conference
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
(L to R): Jenson Button, McLaren MP4-31 and team mate Fernando Alonso, McLaren MP4-31 battle for position
Fernando Alonso, McLaren MP4-31 leads team mate Jenson Button, McLaren MP4-31
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, celebrates victory in parc ferme
Paddy Lowe, Mercedes AMG F1 Executive Director (Technical) in the FIA Press Conference
Carregar reprodutor de áudio

James Allison, ex-diretor técnico de Lotus e Ferrari, pode voltar à Fórmula 1. O engenheiro, que deixou o time italiano mais cedo neste ano por problemas pessoais, já teve o nome ligado a algumas equipes grandes, como McLaren e Red Bull.

Entretanto, os dois times citados acima garantiram ao Motorsport.com que não há espaço para Allison nas atuais estruturas. À princípio, o mesmo acontece na Mercedes, onde Paddy Lowe é o responsável pela parte técnica.

Porém, o futuro de Lowe na Mercedes tem sido objeto de muita conversa, especialmente em relação ao salário do engenheiro do time germânico. Recentemente, surgiram rumores de que Lowe poderia se transferir para a Ferrari, o que foi negado pelo diretor técnico.

Se Lowe deixar a Mercedes, Alisson seria uma escolha lógica e o substituto ideal para Lowe. Outra possibilidade é a de que a equipe tenha garantido de alguma forma os serviços de Allison para o promover caso surja uma vaga - isso daria a Toto Wolff, chefe do time germânico, um poder de barganha maior nas negociações com Lowe.

Além disso, um acordo do tipo garantiria que um dos mais respeitados engenheiros dentro do paddock - caso de Allison - não iria se juntar a um rival em um futuro próximo. De qualquer forma, Allison não está em posição de se juntar a nenhuma equipe antes do início do próximo ano, a não ser que alguma equipe tenha poder para negociar com a Ferrari.

Uma outra possibilidade é de que Wolff está confiante de que conseguirá encontrar espaço dentro da Mercedes na atual estrutura, ao lado de Lowe. A equipe tem um histórico de empregar grandes nomes e encontrar espaço para todos eles - isso foi feito quando Ross Brawn comandava o time e montava a estrutura para o início da era híbrida, quando a Mercedes deu início ao domínio na F1.

Questionados sobre um possível futuro de Allison na Mercedes, tanto Toto Wolff quanto Paddy Lowe se recusaram a responder.

compartilhar
comentários
Contribuição de Ron Dennis foi “colossal”, diz McLaren
Artigo anterior

Contribuição de Ron Dennis foi “colossal”, diz McLaren

Próximo artigo

Liberty quer corrida noturna em Las Vegas

Liberty quer corrida noturna em Las Vegas