Após ataques na Alemanha, Hockenheim aumenta segurança

Depois de quatro ataques na última semana, Alemanha está em estado de alerta para possíveis novos alvos

Após ataques na Alemanha, Hockenheim aumenta segurança
Start action: Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11
Valtteri Bottas, Williams FW38
Start action: Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H
Jenson Button, McLaren MP4-31
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 1 correrá neste final de semana em Hockenheim com a segurança reforçada após os ataques no país na última semana. Mais policiais estarão patrulhando as redondezas do circuito de Hockenheim, que receberá a 12ª etapa da temporada de 2016 da F1 no domingo.

Não há nada que indique que o circuito é um potencial alvo para o terrorismo, no entanto os organizadores querem estar preparados para qualquer eventualidade. A segurança do paddock também será duplicada.

Um porta-voz do circuito de Hockenheim disse ao jornal britânico The Telegraph: "A polícia não está ciente de quaisquer perturbações em potencial ou risco de perigo em relação à corrida deste fim de semana no Hockenheimring.”

"O departamento de polícia de Hockenheim e todas as outras autoridades competentes estão em contato com o promotor, e estão constantemente monitorando e avaliando a situação à luz dos recentes acontecimentos e tomarão todas as medidas necessárias e adequadas para garantir a segurança de todos os presentes na corrida deste fim de semana."

Bernie Ecclestone, chefe executivo da Fórmula 1, confirmou que a segurança será reforçada em resposta às ameaças.

"(Seguranças) estarão em toda parte pelo vejo. Todo mundo está um pouco preocupado”, falou também ao jornal britânico.

"Eu não posso ver o que eles podem fazer, mas eles estão fazendo o que podem. Estamos em contato com eles para que saibam o que estamos fazendo. Todo mundo está em alerta, especialmente na Alemanha.”

"A corrida não é um alvo. Não temos preocupações."

Participante da coalizão que realiza ataques militares ao Estado Islâmico, a Alemanha viu 13 mortos e 50 feridos nos últimos dias em quatro ataques separados. 

compartilhar
comentários
VÍDEO: Hamilton faz burnout com moto após vitória na Hungria
Artigo anterior

VÍDEO: Hamilton faz burnout com moto após vitória na Hungria

Próximo artigo

McLaren: "nosso chassi é tão bom quanto o da Ferrari"

McLaren: "nosso chassi é tão bom quanto o da Ferrari"