Em dificuldades, Silverstone pode quebrar contrato com F1

Mirando renegociação, organizadores da prova na Inglaterra devem desistir de contrato antigo até o GP deste ano

Em dificuldades, Silverstone pode quebrar contrato com F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 on the Silverstone Stage
Sun breaking through the clouds at Silverstone
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 on the Silverstone Stage
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team with Tony Jardine, on the Silverstone Stage
Loop,Silverstone
Cores Silverstone
Sun breaking through the clouds at Silverstone
Ondas de tempestade ameaçam Silverstone durante the corrida

O British Racing Drivers’ Club (BRDC), organizador do GP da Grã-Bretanha, pode quebrar seu contrato com a Fórmula 1 nos próximos dias. Segundo informação do jornal britânico Daily Mail, os organizadores estariam colocando em dúvida a prova em troca de uma renegociação do contrato vigente.

O BRDC é vítima de um acordo que assinou com Bernie Ecclestone antes da corrida de 2010. Embora a taxa de hospedagem do primeiro ano tenha sido de 12 milhões de libras, o preço aumentou em 5% a cada ano, o que levará o custo em 2027 (último ano do contrato) a 26 milhões de libras.

A Liberty Media não está disposta a fazer uma redução favorável para um circuito por medo de os outros 20 também pedirem algo semelhante, algo que prejudicaria seu investimento de 6 bilhões de euros na Fórmula 1.

Philip Walker, diretor do BRDC, que esteve envolvido em conversas com os novos proprietários da F1, disse: "É altamente provável que tenhamos que ativar a cláusula de interrupção".

Silverstone tem até o primeiro dia do GP deste ano (pouco menos de duas semanas) para encerrar o acordo. Se não fizer isso, o BRDC terá a responsabilidade financeira de hospedar a corrida até 2027.

Um membro do BRDC que pediu para não ser nomeado falou: "Chegou cedo demais para a Liberty. Eles ainda não sabem quais corridas eles querem ajudar a manter no calendário. Por exemplo, Chase Carey (CEO da F1) nunca esteve em um GP em Silverstone.”

"Não é culpa da Liberty. Eles gostariam de ajudar, mas o tempo foi muito curto e agora teremos que nos sentar novamente e planejar o futuro."

Os organizadores querem uma repetição dos 139 mil pagantes que estiveram no GP da Grã-Bretanha do ano passado – o maior público de uma corrida da F1 em 2016.

compartilhar
comentários
Vettel completa 30 anos; relembre seus momentos marcantes

Artigo anterior

Vettel completa 30 anos; relembre seus momentos marcantes

Próximo artigo

Rosberg defende Hamilton em polêmica com Vettel

Rosberg defende Hamilton em polêmica com Vettel
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1