Últimas notícias

F1 cresce em TV e redes sociais e Brasil é um dos líderes de mercado

Categoria máxima do automobilismo mundial segue tendência positivo dos últimos três anos

Charles Leclerc, Ferrari SF90, leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10, Sebastian Vettel, Ferrari SF90, Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10, Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34, Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19, and the rest of the field at the start

Pela terceira temporada seguida, a Fórmula 1 segue sua tendência de crescimento global em redes sociais e televisão. E o Brasil é um dos países de destaque, ao lado de Alemanha, Itália, Reino Unido e Holanda.

Nos casos acima, o registro de audiência ficou acima de 100 milhões na TV. A categoria máxima do automobilismo mundial ainda revelou um aumento de 32% no número de seguidores em suas mídias digitais.

Leia também:

A F1 também divulgou que o público global acumulado de TV foi de 1,922 bilhões em 2019, o que representa um aumento de 9% em relação ao ano anterior. Além de tudo, o número é o maior desde a temporada 2012.

Os mercados de maior crescimento em termos de audiência são Polônia (+256%) e a região do Oriente Médio e Norte da África (+228%). A F1 também teve alta na Grécia (+75%), Holanda (+ 56%), Itália (+ 29%), Alemanha (+ 23%), Estados Unidos (+ 7%) e China (+ 5%).

O número de usuários nas plataformas de mídia social também cresceu. Em 2019, Facebook, Twitter, Instagram e YouTube chegaram aos 24,9 milhões de seguidores, um aumento de 32,9% em relação a 2018. Foi o maior crescimento entre as principais ligas esportivas do mundo.

GALERIA: Confira todos aqueles pilotos que lideraram corridas na última década

Lewis Hamilton - 120 GPs - Entre Turquia 2010 e Abu Dhabi 2019
Sebastian Vettel - 96 GPs - Entre Bahrein 2010 e Brasil 2019
Nico Rosberg - 52 GPs - Entre China 2010 e Abu Dhabi 2016
Fernando Alonso - 31 GPs - Entre Bahrein 2010 e Hungria 2014
Kimi Räikkönen - 28 GPs - Entre Espanha 2012 e EUA 2018
Valtteri Bottas - 25 GPs - Entre Áustria 2014 e EUA 2019
Jenson Button - 22 GPs - Entre Austrália 2010 e Hungria 2014
Mark Webber - 20 GPs - Entre Austrália 2010 e Índia 2013
Max Verstappen - 19 GPs - Entre Espanha 2016 e Brasil 2019
Daniel Ricciardo - 18 GPs - Entre Canadá 2014 e Abu Dhabi 2018
Felipe Massa - 15 GPs - Entre Alemanha 2010 e Grã-Bretanha 2015
Charles Leclerc - 8 GPs - Entre Bahrein 2019 e México 2019
Romain Grosjean - 7 GPs - Entre Bahrein 2012 e EUA 2013
Sergio Pérez - 4 GPs - Entre Malásia 2012 e Áustria 2014
Nico Hülkenberg - 3 GPs - Entre Brasil 2012 e Brasil 2014
Paul Di Resta - 2 GPs - Bahrein 2012 e 2013
Sébastien Buemi - 1 GP - Canadá 2010
Michael Schumacher - 1 GP - Japão 2011
Pastor Maldonado - 1 GP - Espanha 2012
Adrian Sutil - 1 GP - Austrália 2013
Esteban Gutiérrez - 1 GP - Espanha 2013
Antonio Giovinazzi - 1 GP - Singapura 2019
22

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Ferrari vai apresentar carro de 2020 no teatro de Reggio Emilia
Próximo artigo Jornal: fotos de Schumacher dentro de casa são vendidas por R$ 5,5 milhões

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil