Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
43 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
50 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
64 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
78 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
92 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
99 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
113 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
127 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
134 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
148 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
155 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
169 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
183 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
211 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
218 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
232 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
239 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
253 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
267 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
274 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
288 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
302 dias
Formula 1 2018
Assunto

Formula 1 2018

Mercedes considera "sérias" ameaças de McLaren e Renault

compartilhar
comentários
Mercedes considera "sérias" ameaças de McLaren e Renault
Por:
Co-autor: Matt Beer
Traduzido por: Daniel Betting
17 de fev de 2018 13:01

Mercedes leva a sério o potencial da McLaren e Renault como possíveis rivais ao título, bem como Ferrari e Red Bull, diz o chefe da equipe, Toto Wolff

A Ferrari foi o principal rival da Mercedes no caminho para o seu quarto campeonato consecutivo de pilotos e construtores no ano passado, enquanto a Red Bull venceu três corridas e espera-se que seja ainda mais forte em 2018.

Mas o chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que McLaren e Renault têm a capacidade de voltarem a ser fortes novamente.

"Este é o pináculo do esporte a motor, então você tem que respeitar cada equipe e os principais pilotos", disse Wolff ao Motorsport.com.

"Levamos a Ferrari a sério, levamos a Red Bull a sério, levamos a McLaren a sério e levamos a sério a Renault também. Esses caras podem lutar por um campeonato e outros podem nos surpreender".

"Eu quero manter a humildade e esperar uma luta com todas essas equipes e se conseguimos alinhar as peças como fizemos no ano passado, então iremos vencer corridas e vamos lutar por campeonatos e, se não o fizermos, não teremos sido bons o suficiente".

Na última temporada, a Ferrari venceu a primeira corrida do ano na Austrália e pareceu que poderia acabar com o jejum de títulos da Scuderia, conquistado pela última vez por Kimi Raikkonen em 2007.

Depois do GP de Mônaco, Sebastian Vettel ficou 25 pontos à frente de Lewis Hamilton, principal candidato da Mercedes para o campeonato.

Mas a Mercedes recuperou sua forma na temporada e a Ferrari encontrou dificuldades devido a erros de pilotagem e baixa confiabilidade, o que permitiu que Hamilton conquistasse o campeonato com duas etapas de antecedência.

"A forma como ele levou o carro à pista foi excepcional e o passo que eles levaram durante o inverno provavelmente foi o maior de todos os times", disse Wolff sobre o desafio apresentado pela Ferrari em 2017.

"Estou feliz por termos ficado firmes. Tivemos um recorde de 11 corridas vencidas contra cinco da Ferrari e os resultados nunca mentem".

"Tendo dito isso, precisamos manter nossos pés no chão. A Ferrari poderia ter conquistado mais corridas. Nós os levamos muito a sério como um verdadeiro concorrente (até 2018) como fazemos com as outras equipes".

Próximo artigo
Force India troca de fornecedor de lubrificantes

Artigo anterior

Force India troca de fornecedor de lubrificantes

Próximo artigo

Force India confirma Latifi no TL1 do GP do Canadá

Force India confirma Latifi no TL1 do GP do Canadá
Carregar comentários