Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
73 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
87 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
94 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
122 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
150 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
157 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
171 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
178 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
192 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
206 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
213 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
227 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
241 dias

Por patrocinadora, grid girls retornam no GP de Singapura

compartilhar
comentários
Por patrocinadora, grid girls retornam no GP de Singapura
11 de set de 2018 16:54

Principal financiadora da prova, empresa aérea rebatiza grid girls e assegura presença de modelos novamente no grid de largada da prova

A Fórmula 1 encerrou a utilização de grid girls neste ano, o que gerou bastante discussão entre os fãs da categoria. A principal justificativa para a proibição era o sexismo existente na utilização da figura feminina para expor os patrocinadores.

No entanto, as grid girls retornaram para o GP de Mônaco, com o presidente do automóvel clube monegasco - promotor da corrida - citando sua autonomia frente a Fórmula 1. As garotas, no entanto, não seguraram placas no grid, e apenas marcaram presença nos bastidores. O GP da Áustria fez o mesmo.

Agora, elas retornarão mais uma vez, devido a uma exigência da Singapore Airlines, principal patrocinadora da corrida.

Um porta-voz da empresa disse: “nossas tripulantes de cabine são embaixadoras da marca Singapore Airlines, e continuarão a estar envolvidas no próximo Grande Prêmio de Fórmula 1 2018 da Singapore Airlines.”

A decisão se baseia no conceito de "Singapore girl", uma estratégia de publicidade visual de longa data empregada pela Singapore Airlines.

Dean Shams, especialista em relações públicas, justificou o conceito de uma "Singapure girl".

“A Liberty Media vê a grid girl como uma forma de sexismo, uma vez que elas normalmente exalam sexualidade com suas poucas roupas. Com razão, eles querem ser vistos como uma marca progressista.”

“A Singapore Airlines e Singapura, por outro lado, veem as Singapore Girls como um ícone local. Nesse aspecto, elas parecem ser uma boa opção para representar a singularidade e hospitalidade de Singapura.”

Próximo artigo
Hamilton: Vaias na Alemanha me inspiraram a vencer

Artigo anterior

Hamilton: Vaias na Alemanha me inspiraram a vencer

Próximo artigo

Galvão participa de animação inspirada em Senna

Galvão participa de animação inspirada em Senna
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1