Stroll ataca Villeneuve após críticas: “não o ouço mais”

Canadense se enfurece após compatriota ter dito que Kubica propositalmente usa seu posto de piloto reserva para atrapalhar o progresso da Williams

Stroll ataca Villeneuve após críticas: “não o ouço mais”
Lance Stroll, Williams FW41 Mercedes
Jacques Villeneuve
Lance Stroll, Williams
Jacques Villeneuve, Sky Italia
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams

Com o campeão de 1997, Jacques Villeneuve, sugerindo nos últimos tempos que Robert Kubica, terceiro piloto da Williams, propositalmente sabota o desenvolvimento da equipe, Lance Stroll voltou a falar mal o compatriota.

Stroll, que muitas vezes foi criticado por Villeneuve durante seus primeiros 12 meses na F1, ignorou os comentários do ex-campeão e declarou que não presta atenção no que seu compatriota fala.

"Não tenho nada a dizer", iniciou Stroll.

"Acho que ele disse que eu era o pior novato no ano passado, mas da última vez que chequei terminei no pódio, larguei da primeira fila, fiz 40 pontos no campeonato mundial e terminei três pontos e a uma posição do meu companheiro de equipe, que tinha 16 anos de experiência aqui."

"Eu realmente não ouço mais Jacques Villeneuve."

Villeneuve é questionado regularmente sobre Stroll por causa de sua nacionalidade e seu trabalho como comentarista da Sky Italia. Na última temporada, mesmo depois que Stroll marcou seus primeiros pontos no GP do Canadá e conseguiu seu primeiro pódio no Azerbaijão, Villeneuve manteve suas críticas anteriores.

Em resposta a uma pergunta sobre se Villeneuve estava prestando atenção em seu progresso, Stroll se recusou a falar mais sobre o assunto.

"Não estou preparado para falar sobre isso", disse Stroll.

"Tenho coisas maiores para focar e muitas outras prioridades na minha lista."

O também piloto da Williams, Sergey Sirotkin, zombou das sugestões de que Kubica faria qualquer coisa para comprometer o progresso da equipe. Ele também disse que não seria possível para Kubica fazer isso mesmo que quisesse.

"Conhecendo Robert, ele é um cara muito legal e eu não vejo nenhuma razão para ele precisar fazer isso", disse Sirotkin.

"Não há muito o que você possa realmente fazer. Você não pode levar as pessoas propositalmente para um caminho ruim. É algo que eu nem sequer penso e estou mais do que certo que não acontecerá."

Reportagem adicional Oleg Karpov e Khodr Rawi

compartilhar
comentários
Hulkenberg: “Barrichello me ensinou muitas lições”
Artigo anterior

Hulkenberg: “Barrichello me ensinou muitas lições”

Próximo artigo

Raikkonen e Vettel batem Mercedes por 0s5 em TL2 no Bahrein

Raikkonen e Vettel batem Mercedes por 0s5 em TL2 no Bahrein
Carregar comentários