Chefe da McLaren na Indy deixa equipe após fracasso de Alonso nas 500 Milhas

compartilhar
comentários
Chefe da McLaren na Indy deixa equipe após fracasso de Alonso nas 500 Milhas
Por:
20 de mai de 2019 16:02

Robert Fernley deixou o projeto da escuderia depois de Fernando Alonso ter sido eliminado das 500 Milhas de Indianápolis

Chefe da equipe McLaren na IndyCar, Robert Fernley deixou a equipe logo após o fracasso na tentativa de classificar Fernando Alonso para as 500 Milhas de Indianápolis neste fim de semana.

Ex-vice-presidente da Force India, Fernley foi anunciado como presidente do projeto McLaren na IndyCar em novembro passado, cerca de três meses depois de deixar o cargo na Fórmula 1 após a aquisição da equipe de Silverstone por um consórcio liderado por Lawrence Stroll.

Leia também:


O acordo inicial de Fernley com a McLaren foi justamente para a Indy 500. E agora que Alonso não conseguiu se classificar, o dirigente se desligou da equipe. "Meu contrato cobriu apenas o programa da Indy 500", disse Fernley ao Motorsport.com nesta segunda-feira. Um porta-voz da escuderia reiterou: "Posso confirmar que ele deixou o time".

A equipe tinha Fernley como uma figura-chave no projeto, já que ele esteve envolvido com a Indy nos anos 80. Na época da nomeação de Fernley, o CEO da McLaren, Zak Brown, comentou: "Bob é um operador fantástico e alguém que eu respeito muito. Sua experiência e liderança serão essenciais para nós neste projeto”.

"Ele é particularmente talentoso em colocar equipes efetivas juntas e extrair o máximo de desempenho com recursos finitos. A Indy 500 não é uma corrida fácil e Bob é um papel fundamental, então estou muito feliz por ele estar a bordo", apontou Brown na época.

Bob Fernley, Deputy Team Principal, Force India, on stage

Bob Fernley, Deputy Team Principal, Force India, on stage

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Próximo artigo
Gil de Ferran pede desculpas por fracasso da McLaren em Indianápolis

Artigo anterior

Gil de Ferran pede desculpas por fracasso da McLaren em Indianápolis

Próximo artigo

Bicampeão da Indy 500 é preso pela 3ª vez por dirigir bêbado

Bicampeão da Indy 500 é preso pela 3ª vez por dirigir bêbado
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Autor Adam Cooper