Power vence de ponta a ponta; Kanaan é o segundo

Australiano Will Power larga na pole, ganha de ponta a ponta e conquista segunda vitória seguida, com Kanaan em segundo e Castroneves em quinto

Power vence de ponta a ponta; Kanaan é o segundo
Carregar reprodutor de áudio

Após a decepção de 15 dias atrás, quando a etapa do Texas teve de ser cancelada depois de 71 voltas por causa das incessantes chuvas, e do susto com o forte acidente sofrido por Josef Newgarden, a Indy finalmente voltou a ter um final de semana tranquilo.

E quem também teve uma corrida relativamente tranquila foi  Will Power. Além de sair na pole, o australiano venceu de ponta a ponta, só perdendo a liderança nas paradas de boxe. Ele cruzou a linha de chegada em primeiro após as 50 voltas no tradicional e longo circuito de Road America, que voltou a fazer parte da temporada da Indy nove anos depois. Única preocupação de Power foi nas últimas voltas quando Tony Kanaan apertou e ameaçou o australiano. Kanaan chegou em segundo e Helio Castroneves, em quinto.

Foi a segunda vitória seguida de Power, que havia vencido a prova 2 da etapa em Detroit. O australiano soma agora 27 triunfos na Indy. 

Apesar de ter chegado apenas na 13° colocação, o líder do campeonato, Simon Pagenaud, manteve a ponta da classificação beneficiado pelo abandono de Scott Dixon. O francês está com 375 pontos, 74 de vantagem, mas agora para Helio Castroneves, que pulou para a vice-liderança, com 301. Com a vitória, Power subiu para terceiro na tabela, com 294.

Os brasileiros, como de costume, foram bem no circuito misto. Ainda mais em Road America, o  “mais europeu” entre os traçados americanos com seus 6,45 Km de extensão. Tony Kanaan foi um dos nomes da prova. Largou em terceiro e terminou em segundo após protagonizar duas belas ultrapassagens sobre Graham Rahal quando perdeu posições nas paradas de boxes. Além disso, pressionou Power no final e quase conseguiu a vitória. Helinho teve uma corrida discreta porém de muita regularidade. Caiu para sétimo após largar em quinto, mas recuperou-se na prova e terminou na mesma posição em que começou.

Outro destaque foi Josef Newgarden. Acidentado no Texas, ele quebrou a clavícula, teve fissura na mão, mas recuperou-se e não só disputou a prova em Elkhart Lake como teve desempenho brilhante. Largando em 21°, finalizou em oitavo, logo atrás do colombiano Juan Pablo Montoya.

 

A CORRIDA

Antes da bandeira verde, umas das maiores preocupações das equipes era em relação ao desgaste de pneus. Outra era o próprio circuito Road America. Fora da Indy desde 2008, o grid tinha 13 pilotos estreantes nessa traçado.  

A largada foi limpa. Os quatro primeiros colocados mantiveram as posições com Will Power na ponta, Scott Dixon em segundo, Tony Kanaan em terceiro e Pagenaud em quarto. Helio Castroneves que havia largado em quinto caiu para sétimo, mas logo na terceira volta recuperou a sexta colocação em cima de Ryan Hunter-Reay. Com os primeiros colocados mantidos, as maiores disputas aconteciam no meio do pelotão. 

Na sétima volta, o tetracampeão da categoria Scott Dixon teve problemas no motor e abandonou a prova justamente na sua 200° largada consecutiva na Indy.  Com isso, perdeu a vice-liderança no campeonato.  “Foi frustrante pois o carro estava muito rápido”, disse o atual campeão.

Após a primeira série de paradas, Graham Rahal ganhou a posição de Kanaan. Mas ainda na volta de retorno para a pista, o brasileiro recuperou a segunda colocação em bela ultrapassagem usando o push-to-pass sobre o americano. Enquanto isso, Will Power abria vantagem na ponta.

Entre as voltas 25 e 26, os carros começaram a fazer a segunda série de paradas. Na volta 27, a situação entre Kanaan e Rahal se repetiu. Tony saiu dos boxes logo atrás do americano e passou novamente o rival, só que agora na curva 5.

Pagenaud começou a aparecer bem na 34° volta, quando ultrapassou Rahal e encostou em Tony Na volta seguinte, aproveitando-se das melhores condições de seus pneus, superou Kanaan e foi para a segunda colocação. Pagenaud começou então a voar pela pista, tentando alcançar o líder Will Power. Fazendo volta rápida em cima de volta rápida, o líder do campeonato foi o último a ir para o pit, na volta 39, mas Will Power conseguiu manter a ponta no retorno do francês à pista.

Faltando 10 voltas para o fim, surgiu a primeira bandeira amarela da prova. Conor Daly, que vinha fazendo boa prova, passou reto no final da reta por conta da quebra da suspensão traseira e bateu forte na barreira de proteção.

A relargada na volta 45 também foi limpa. Helinho conseguiu manter a posição sobre Charlie Kimball.

Com pneus macios, Kanaan retomou a segunda colocação ultrapassando Pagenaud na volta 46. Em seguida o francês também foi superado por Graham Rahal. A bandeira amarela atrapalhou Pagenaud. Ele vinha forte antes, mas após a relargada perdeu potência e foi sendo atropelado pelo pelotão.

Com pneus macios, Tony foi então à caça de Will Power. O australiano, porém, usou seus push-to-pass para não dar chance ao brasileiro e recebeu a bandeira quadriculada.

Próxima etapa da Indy é no dia 10 de julho no oval curto do Iowa Speedway. Das sete provas restantes, três são em ovais (Iowa, Texas e Pocono), uma em pista de rua (Toronto) e três em circuitos tradicionais e permanentes (Mid-Ohio, Watkins Glen e Sonoma).

IndyCar 2016 Road America

Posição Piloto
1  Will Power 
2  Tony Kanaan 
3  Graham Rahal 
4  Ryan Hunter-Reay 
5  Hélio Castroneves 
6  Charlie Kimball 
7  Juan Pablo Montoya 
8  Josef Newgarden 
9  Spencer Pigot 
10  Carlos Muñoz 
11  Jack Hawksworth 
12  Marco Andretti 
13  Simon Pagenaud 
14  James Hinchcliffe 
15  Alexander Rossi 
16  Mikhail Aleshin 
17  Takuma Sato 
18  Sébastien Bourdais 
19  Gabby Chaves 
20  Max Chilton 
21  Conor Daly 
22  Scott Dixon 
compartilhar
comentários
Power desbanca Dixon e é pole em Road America; Kanaan é 3°
Artigo anterior

Power desbanca Dixon e é pole em Road America; Kanaan é 3°

Próximo artigo

Indy confirma etapa em Road America em 2017

Indy confirma etapa em Road America em 2017