Com carros no Q2, Shell aposta em bom ritmo de prova

compartilhar
comentários
Com carros no Q2, Shell aposta em bom ritmo de prova

Mesmo fora da última fase do treino, Átila Abreu e Ricardo Zonta creem que grande degradação dê possibilidade de recuperação

Mesmo mostrando bom ritmo sem utilizar pneus novos durante o treino livre de sexta-feira, a Shell Racing não conseguiu chegar com os dois carros na última fase do treino. No entanto, Átila Abreu e Ricardo Zonta foram ao Q2. O sorocabano conseguiu um lugar no top-10, já o paranaense ficou um pouquinho mais atrás devido a um pequeno erro.

Quarto no campeonato, Átila vê boas chances na etapa deste domingo em Santa Cruz do Sul (RS).

"No Q1 eu sofri para conseguir temperatura nos pneus, tive que fazer uma segunda volta e conseguimos entrar”, disse após ser oitavo na sessão.

“No Q2, fizemos pequenas mudanças, podemos mexer apenas na asa e na calibragem, e melhoramos, mas por não poder mexer tanto no carro não deu para melhorar mais. Faltou ali meio décimo, mas é uma evolução. Estamos largando um pouco mais à frente, diferente do que aconteceu no Velopark, e temos de pensar na corrida e no campeonato. Aqui, pelo desgaste de pneus, será uma corrida de sobrevivência, não vai ser exatamente o que se viu na classificação. Vamos tentar somar bons pontos e voltar a ficar entre os três primeiros no campeonato."

Mesmo vendo potencial de estar entre os seis mais rápidos, Zonta se contentou com o 13º lugar no grid.

"Tínhamos nos classificado em nono nas duas primeiras etapas, era uma posição boa para o carro. Havia potencial para classificar entre os seis, mas acabei passando do limite do carro no último setor e perdi dois décimos, o que atrapalhou a minha melhor volta e me fez perder a chance. Temos um carro rápido, fizemos uma simulação de corrida que nos permitiu saber o que fazer amanhã. A chance de pontuar nas duas etapas é muito boa, então vamos para cima."

Chefe da equipe, Thiago Meneghel minimizou a classificação um pouco abaixo e acredita que seus pilotos podem se recuperar neste domingo nas duas baterias.

"Das etapas deste ano até agora, é a que menos importa a posição de largada, já que o consumo de pneus é muito elevado”, disse.

“Amanhã é outro mundo na corrida, completamente diferente de hoje. A posição de largada vale mais pela segurança de evitar acidentes na largada. Tínhamos condições de ficar com os dois entre os dez. O Átila quase ficou entre os seis e o Zonta deu uma erradinha. Sabíamos que seria difícil passar para o Q3, mas valeu. Vamos para somar muitos pontos amanhã.”

Barrichello desbanca líderes e crava pole em Sta Cruz do Sul

Artigo anterior

Barrichello desbanca líderes e crava pole em Sta Cruz do Sul

Próximo artigo

Barrichello vê pole no RS como uma das melhores da carreira

Barrichello vê pole no RS como uma das melhores da carreira
Carregar comentários