Fraga escapa de punição e vence corrida 1 no Velo Città

Piloto da Cimed Racing chegou a receber drive through por toque em Átila Abreu, mas direção de prova decidiu rever decisão e atual campeão vence primeira corrida em novo circuito da Stock Car

Fraga escapa de punição e vence corrida 1 no Velo Città

O Velo Città viu a prova de estreia na Stock Car ser bastante movimentada e o especialista em circuitos novos na categoria, Felipe Fraga, foi o vencedor da corrida venceu a corrida 1, realizada neste domingo (6).

O piloto da Cimed Racing chegou a ser punido com um drive through por um toque em Átila Abreu na largada, mas a direção de prova decidiu não aplicar a punição ao atual campeão.

Com muitos toques e rodadas, o Safety Car entrou quatro vezes na pista e mexeu com as estratégias de pilotos e equipes, mas Fraga seguiu firme na liderança até a bandeira quadriculada, comandando a dobradinha da equipe, já que Cacá Bueno foi o segundo colocado. Vitor Genz completou o pódio.

Abreu se recuperou na prova após ter de ir aos boxes e terminou em décimo, o que o coloca na pole position para a corrida 2 no circuito de Mogi Guaçu.

A corrida

Antes mesmo da largada Felipe Lapenna enfrentou problemas no carro e sequer largou. Quando o pelotão chegou à reta dos boxes e a corrida foi iniciada, Abreu seguiu na liderança, mas se envolveu em um toque com Felipe Fraga e sofreu um dano na parte traseira da carenagem, que raspava no pneu esquerdo.

Enquanto isso, Marcos Gomes tocou em Max Wilson, que saiu da pista e bateu no guard-rail e abandonou a prova. Na segunda volta, o composto traseiro esquerdo não resistiu e estourou, fazendo o sorocabano ir aos boxes e voltar em último.

Na quarta volta, Gomes recebeu a bandeira preta pelo incidente com Wilson e foi desclassificado da prova, recolhendo o #80 para os boxes. E a corrida da Cimed Racing se complicou quando Fraga recebeu um drive through pelo toque em Abreu.

Duas voltas depois, o Safety Car entrou na pista após um toque entre César Ramos e Tuka Rocha. Fraga ainda liderava, seguido por Daniel Serra, Gabriel Casagrande, Ricardo Maurício e Rubens Barrichello como os cinco primeiros, nesta ordem.

Veio a oitava volta e com ela a relargada, com Fraga ainda à frente do pelotão. Eis que, na nona volta, a direção de prova decidiu analisar por mais tempo a punição ao atual campeão, que então não entrou para cumprir a penalização. Enquanto isso, Casagrande e Maurício se envolveram em um toque no fim da reta dos boxes e o piloto do #90 levou a pior. Com isso, o Safety Car voltou à pista.

Na volta 12, a corrida foi reiniciada e a janela de parada nos boxes foi aberta. No momento em que Fraga e Camilo foram aos boxes, no 13º giro, o carro de segurança foi pela terceira vez à pista em decorrência da rodada de Betinho Valério, que havia se tocado com Valdeno Brito.

Uma volta de carro de segurança e a disputa foi reiniciada, com Serra na liderança, seguido por Casagrande, Galid Osman, Barrichello e Guilherme Salas no top-5. Maurício saiu da pista mais uma vez, na chicane, e o Safety Car foi acionado pela quarta vez na prova e a direção de prova decidiu ampliar a janela de paradas em três voltas.

Barrichello era o líder, com Rafael Suzuki em segundo – ambos não haviam parado. Fraga era o terceiro e quando a dupla à frente parou para o reabastecimento, o piloto da Cimed Racing reassumiu a liderança, com Cacá Bueno em segundo e Vitor Genz em terceiro.

O top-3 se manteve inalterado até a linha de chegada. Thiago Camilo foi o quarto, Antonio Pizzonia o quinto, Galid Osman o sexto, Sergio Jimenez o sétimo, Serra o oitavo, Casagrande o nono e Abreu conseguiu se recuperar na prova e terminar em décimo, o que o coloca na pole para a segunda corrida do dia.

Confira o resultado da prova:

Pos. Num. Piloto Equipe Carro Dif. Voltas
1 40 Felipe Fraga Cimed Racing Team Chevrolet - 25
2 0 Cacá Bueno Cimed Racing Chevrolet 1.856 25
3 46 Vitor Genz Eisenbahn Racing Team Chevrolet 3.122 25
4 21 Thiago Camilo Ipiranga Racing Chevrolet 4.248 25
5 1 Antonio Pizzonia Prati-Donaduzzi Racing Chevrolet 5.367 25
6 28 Galid Osman Ipiranga Racing Chevrolet 6.465 25
7 73 Sergio Jimenez Bardahl Hot Car Chevrolet 9.158 25
8 29 Daniel Serra Eurofarma RC Chevrolet 9.545 25
9 83 Gabriel Casagrande Vogel Motorsport Chevrolet 9.855 25
10 51 Átila Abreu Shell Racing Chevrolet 10.143 25
11 4 Julio Campos Prati-Donaduzzi Racing Chevrolet 10.791 25
12 25 Tuka Rocha RCM Motorsport Chevrolet 11.618 25
13 18 Allam Khodair Full Time Sports Chevrolet 17.769 25
14 77 Valdeno Brito Eisenbahn Racing Team Chevrolet 21.462 25
15 12 Lucas Foresti Full Time Academy Chevrolet 21.966 25
16 111 Rubens Barrichello Full Time Sports Chevrolet 35.037 25
17 10 Ricardo Zonta Shell Racing Chevrolet 36.520 25
18 9 Guga Lima Bardahl Hot Car Chevrolet 42.817 25
19 90 Ricardo Mauricio Eurofarma RC Chevrolet 53.865 25
20 8 Rafael Suzuki Cavaleiro Sports Chevrolet 57.047 25
21 70 Diego Nunes Hero Motorsport Chevrolet 01:10.4 25
22 5 Denis Navarro Cimed Racing Team Chevrolet 01:11.8 25
23 3 Bia Figueiredo Full Time Academy Chevrolet 01:24.1 25
Não completaram 188 Beto Monteiro   Chevrolet 1 volta 24
  117 Guilherme Salas Vogel Motorsport Chevrolet 4 voltas 21
  30 Cesar Ramos Blau Motorsport Chevrolet 10 voltas 15
  44 Betinho Valério Hero Motorsport Chevrolet 13 voltas 12
  31 Marcio Campos Blau Motorsport Chevrolet 19 voltas 6
  110 Felipe Lapenna Cavaleiro Sports Chevrolet 22 voltas 3
  65 Max Wilson RCM Motorsport Chevrolet 0
Desclassificado 80 Marcos Gomes Cimed Racing Chevrolet  
compartilhar
comentários
Após primeira pole em 2017, Átila celebra: "uma baita volta"

Artigo anterior

Após primeira pole em 2017, Átila celebra: "uma baita volta"

Próximo artigo

Átila aproveita pole para vencer corrida 2 em Mogi Guaçu

Átila aproveita pole para vencer corrida 2 em Mogi Guaçu
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Velo Citta
Localização Autodromo Velo Citta
Pilotos Felipe Fraga
Autor Gabriel Carvalho