Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
26 dias
06 mai
Próximo evento em
68 dias
20 mai
Próximo evento em
82 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
96 dias
10 jun
Próximo evento em
103 dias
24 jun
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
124 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
138 dias
29 jul
Próximo evento em
152 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
180 dias
02 set
Próximo evento em
187 dias
09 set
Próximo evento em
194 dias
23 set
Próximo evento em
208 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
215 dias
07 out
Próximo evento em
222 dias
21 out
Próximo evento em
236 dias
28 out
Próximo evento em
243 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
279 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
288 dias

Brawn renova com Liberty e segue como diretor esportivo da F1

Engenheiro inglês estará à frente das principais mudanças da categoria com novo carro e futura unidade de potência

compartilhar
comentários
Brawn renova com Liberty e segue como diretor esportivo da F1

Ross Brawn vai permanecer como diretor esportivo da Fórmula 1, depois de celebrar novo acordo para continuar na função que assumiu há quatro anos.

Desde o primeiro dia, ele planejou uma revisão radical dos regulamentos técnicos da F1, com o objetivo de criar corridas com carros mais próximos e com mais ultrapassagens. As novas regras deveriam entrar em vigor este ano, mas foram adiadas como medida de redução de custos por causa da pandemia de Covid-19.

Leia também:

Brawn está ansioso para ver os frutos de seu trabalho realizados na pista. “Estou muito animado com os desafios que enfrentamos no momento”, disse ele ao site RaceFans. “Teria sido frustrante não ver os carros novos funcionando.”

Brawn foi um dos três diretores instalados pela Liberty Media no lugar de Bernie Ecclestone após a compra da F1. Ele é o único membro remanescente desse trio: o diretor comercial Sean Bratches deixou o cargo há 12 meses, e o CEO e presidente Chase Carey foi substituído por Stefano Domenicali no início do ano.

O retorno de Domenicali reuniu Brawn com seu colega ex-funcionário da Ferrari. “Com a entrada de Stefano, obviamente renovamos a parceria”, disse ele. “Acho também o desafio da Covid, todas essas coisas me mantêm motivado e com vontade de seguir em frente.”

Brawn acrescentou que está ansioso para ajudar a Fórmula 1 a navegar pela mudança de liderança após a saída de Carey.

“Terei que parar em algum momento no futuro, todos nós fazemos, mas não estou planejando isso no momento. Acho que com Chase dando um passo para trás, foi útil ou importante ter alguma continuidade e estou feliz em continuar. Então, são tempos emocionantes.”

Brawn continuará na mesma função de antes. “Meu mandato é muito flexível”, explicou ele.

“Stefano se juntou, provavelmente sou a pessoa que ele conhece melhor em nossa organização. Então, tenho sido uma referência para ele em uma série de coisas. Mas, à medida que ele conhece todas as pessoas de nossa equipe, sem dúvida trabalhará mais próximo a elas.”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

ESTREIA! SAINZ anda de FERRARI pela PRIMEIRA vez em teste; veja imagens

PODCAST: Vettel, Alonso, Ricciardo, Pérez ou Sainz? Quem entra em 2021 mais pressionado?

 

F1: Ex-dirigente da Brawn GP revela atitude desesperada de Ron Dennis em 2009

Artigo anterior

F1: Ex-dirigente da Brawn GP revela atitude desesperada de Ron Dennis em 2009

Próximo artigo

VÍDEO: McLaren liga pela primeira vez motor Mercedes que será usado no carro de 2021

VÍDEO: McLaren liga pela primeira vez motor Mercedes que será usado no carro de 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com