F1: Após Silverstone, Hamilton entra no maior jejum de vitórias de sua carreira

Heptacampeão chega a 11 corridas consecutivas sem terminar em primeiro lugar, superando outros três períodos de jejum

F1: Após Silverstone, Hamilton entra no maior jejum de vitórias de sua carreira
Carregar reprodutor de áudio

Mesmo com o terceiro pódio do ano no GP da Grã-Bretanha, Lewis Hamilton 'conquistou' uma marca incômoda para uma das carreiras mais vitoriosas da Fórmula 1. Este é o maior jejum de vitórias do heptacampeão desde sua estreia na categoria, batendo a marca de 11 provas consecutivas.

O jejum atual de Hamilton começou na corrida em que poderia ter conquistado o octacampeonato, o GP de Abu Dhabi, vencido por Max Verstappen. Na ocasião, o britânico terminou em segundo após a polêmica relargada.

Leia também:

Neste ano, a queda de rendimento da Mercedes em relação aos rivais deixa Hamilton longe da posição mais alta do pódio, fazendo apenas três tops 3 nas nove primeiras corridas do ano.

O GP em Silverstone marcou a 11ª corrida consecutiva sem uma vitória de Hamilton, batendo seu recorde que era até então de dez provas, o que já havia acontecido em três ocasiões ao longo dos anos.

A primeira vez ocorreu ainda durante os anos de McLaren. Após a vitória no GP da China de 2008, que ajudou a encaminhar seu primeiro título, Hamilton não venceu a última prova daquele ano, no Brasil, e ficou as nove primeiras corridas de 2009 sem triunfar.

Naquele ano, a McLaren viveu um começo difícil de campeonato, devido a um carro pouco competitivo, com Hamilton pontuando em apenas três das nove etapas iniciais. A volta por cima do britânico veio em um de seus pontos fortes: a Hungria, sendo a primeira de duas vitórias que ele conquistaria naquele ano.

O segundo jejum de Hamilton veio três anos depois. Após vencer a primeira edição do GP dos Estados Unidos em Austin, ele abandonou no GP do Brasil, sua despedida pela McLaren. No ano seguinte, fez sua estreia pela Mercedes, que ainda não era o carro dominante da era turbo híbrida. Foram necessárias mais nove corridas antes da primeira vitória vir, na Hungria.

Logo em seguida veio o terceiro jejum de sua carreira. Após o triunfo na Hungria, Hamilton não conseguiu mais nenhuma vitória nas nove corridas restantes daquele ano.

Aí veio 2014 e o início do domínio da Mercedes. Mas o primeiro passo de Hamilton nessa nova era não foi dos melhores, com um abandono no GP da Austrália. Foi apenas na corrida seguida, na Malásia, que o britânico venceu, iniciando a campanha que levaria ao seu bicampeonato.

compartilhar
comentários
F1: Foto do asfalto de Silverstone após acidente de Zhou impressiona; veja
Artigo anterior

F1: Foto do asfalto de Silverstone após acidente de Zhou impressiona; veja

Próximo artigo

GP da Áustria de F1: Horários e como assistir à etapa do Red Bull Ring, com corrida sprint, F2, F3

GP da Áustria de F1: Horários e como assistir à etapa do Red Bull Ring, com corrida sprint, F2, F3