F1 - Hamilton volta a cobrar melhorias da Mercedes: "Não tem o que fazer"

Heptacampeão não lembra quando foi a última vez que a Mercedes trouxe um pacote de atualizações, mas mantém confiança na equipe

F1 - Hamilton volta a cobrar melhorias da Mercedes: "Não tem o que fazer"

Depois de mais uma derrota para Max Verstappen e a Red Bull, agora no GP da Estíria de Fórmula 1, Lewis Hamilton admitiu que a Mercedes não possui uma resposta para a boa velocidade de reta da Red Bull que surgiu nas últimas corridas, mas cobrou sua equipe para que "encontre performance em algum lugar".

Hamilton e a Mercedes conseguiram manter a liderança do Mundial nas quatro primeiras etapas, com vitórias no Bahrein, Portimão e Barcelona, mas a situação da temporada mudou drasticamente a partir de Mônaco.

Leia também:

A equipe alemã teve duas corridas para esquecer no Principado e em Baku, enquanto Paul Ricard, onde esperava-se uma melhora da Mercedes, mostrou-se uma derrota amarga para a Red Bull, com Verstappen ultrapassando Hamilton na penúltima volta após arriscar com uma estratégia de duas paradas.

Hamilton já saiu da França temendo o potencial da Red Bull na Áustria, graças à boa velocidade de reta exibida pela equipe naquele final de semana, e a previsão do heptacampeão se concretizou: apesar do segundo e terceiro lugares da Mercedes, Verstappen passeou pelo Red Bull Ring, abrindo mais de 12s para o rival ao longo da corrida.

Em entrevista à Sky Sports F1 após o fim do GP da Estíria, Hamilton falou sobre a performance no domingo.

"Estava tentando me manter próximo, mas a velocidade que eles têm, eles obviamente fizeram grandes melhorias ao longo das últimas corridas. Fica impossível acompanhar".

"Eu diria que [a vantagem da Red Bull] era de cerca de 0s250, acho que foi pelo menos isso em média, talvez até três ou quatro décimos. A velocidade deles era bem impressionante".

"Não tinha o que fazer; dei o meu melhor. Não sei onde que eles ganharam toda essa velocidade. Acho que foi um pouco de tudo, mas particularmente nas retas. Eles definitivamente deram grandes passos nas últimas corridas, e não temos uma resposta para isso".

Hamilton questionou ainda a falta de pacotes de atualização da Mercedes, e cobrou melhorias da equipe, mesmo com Toto Wolff já afirmando publicamente que o foco de trabalho já está no desenvolvimento do carro de 2022.

"Não trouxemos nenhuma atualização. Não me lembro quando foi a última vez que tivemos um pacote de atualizações. Mas eles tiveram. Eles trouxeram uma atualização do motor e outra parte do pacote que lhes deu a vantagem".

"Apesar do caminho ainda ser longo, com a velocidade deles, não tem o que fazer. Não sei, precisamos seguir dando o nosso melhor. Tenho a confiança na equipe de que vamos encontrar algo".

"Precisamos de algum tipo de atualização. Precisamos encontrar performance de algum modo".

F1 AO VIVO: Verstappen DOMINA o GP DA ESTÍRIA, com Hamilton em um DISTANTE segundo | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Sequência de corridas até férias da F1 será chave para campeonato?

 

compartilhar
comentários
F1 - Wolff alerta Red Bull sobre atraso em desenvolvimento: "Podem ser dois segundos mais lentos em 2022"
Artigo anterior

F1 - Wolff alerta Red Bull sobre atraso em desenvolvimento: "Podem ser dois segundos mais lentos em 2022"

Próximo artigo

F1 - Alonso fala sobre futuro: "Seguramente estarei aqui em 2024"

F1 - Alonso fala sobre futuro: "Seguramente estarei aqui em 2024"
Carregar comentários