F1 - Marko e Verstappen veem Mercedes como principal rival em 2023: "Devemos temer mais"

Verstappen acredita que vantagem da Red Bull diminuirá com o tempo, devido ao fato das equipes melhorarem sua compreensão do novo regulamento

Max Verstappen, Red Bull Racing, Dr. Helmut Marko, Red Bull Racing Team Consultant

Após dominar a Fórmula 1 em 2022, a Red Bull chega a 2023 com boas expectativas. Mas o time austríaco não pensa que será um campeonato tão tranquilo quanto o anterior, e tanto Helmut Marko quanto Max Verstappen apostam em uma rival mais forte do que o ano passado: a Mercedes.

Depois de uma temporada que entrou para a história em 2021, Red Bull e Mercedes traçaram caminhos bem distintos ano passado. Enquanto Verstappen teve caminho tranquilo para conquistar o bicampeonato, superando com facilidade uma Ferrari assolada por erros, o time alemão teve que correr atrás do prejuízo graças a um W13 problemático, que encerrou o domínio de oito anos.

Leia também:

Mas a Mercedes teve uma melhora considerável ao longo do campeonato, conquistando sua única vitória no ano em Interlagos. E esse ritmo final do W13 faz com que o time austríaco considere a Mercedes uma rival real para 2023.

Em entrevista à edição holandesa do Motorsport.com no fim do ano passado, Marko foi questionado se a Red Bull teme nos próximos anos uma queda similar à sofrida pela Mercedes em 2022 após anos de domínio, mas o austríaco discordou.

"Nossa situação não é similar à da Mercedes no começo da era híbrida. Não temos uma vantagem absurda com o motor. Então nisso já é diferente. A Mercedes tinha pelo menos uma margem de 50 cv sobre os demais".

"E não podemos esquecer: 2022 foi o primeiro ano desse novo regulamento. As outras equipes obviamente viram o que fizemos com o carro deste ano. Então definitivamente acho que o próximo ano será mais apertado".

Questionado sobre qual rival a Red Bull temeria mais em 2022 entre Mercedes ou Ferrari, Marko foi direto em sua resposta.

"Digo que devemos temer mais a Mercedes. Principalmente porque eles têm uma vantagem sobre a Ferrari em termos de estratégia e confiabilidade".

Verstappen corroborou com a visão de Marko sobre uma disputa mais apertada: "Acho que será mais difícil em 2023. O regulamento ainda é muito jovem. Isso significa que as pessoas vão entender melhor os carros. Ao longo do tempo, as equipes vão se aproximar, como sempre acontece".

"Sabemos que, ao longo das férias, temos que dar nosso melhor e buscar mais performance. E não é sobre encontrar mais performance. É sobre entender, entender os pneus por exemplo, porque eles mudarão para a próxima temporada".

O holandês finalizou com suas expectativas para a disputa pelo título em 2023: "Certamente [a Mercedes] estará presente".

Sainz propõe novo tipo de punição na F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #211 - O que esperar da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Wolff sabia que domínio da Mercedes acabaria em algum momento
Próximo artigo F1: Hamilton revela que por muitas vezes pensou em se aposentar 'antes da hora'

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil