F1: Pilotos da Alpine explicam diferença de desempenho na Rússia

Alonso chegou a lutar pelo pódio e terminou em sexto lugar, enquanto Ocon amargou a 14ª colocação e ficou longe dos pontos

F1: Pilotos da Alpine explicam diferença de desempenho na Rússia

Esteban Ocon e Fernando Alonso tomaram caminhos opostos na configuração do carro da Alpine no GP da Rússia de Fórmula 1 e terminaram com resultados diferentes. O bicampeão lutou pelo pódio, foi sexto enquanto a chuva aumentava nas últimas voltas da corrida e, apesar de lamentar o azar das condições climáticas, definiu este grande prémio como o melhor de sua temporada. Já o francês, que saiu em nono, terminou longe do top 10, na 14ª posição.

Quando questionado a resumir o seu domingo numa reunião com os meios de comunicação, incluindo o Motorsport.com, Ocon deu uma definição totalmente contrária à dada pelos espanhóis.

Leia também:

"Não foi o melhor domingo para nós. Provavelmente um dos mais difíceis do ano”, resumiu.

Apesar de ter feito uma boa largada, ele acredita que há muito o que revisar antes da próxima corrida: "Acho que o positivo foi o começo, que foi muito bom. Conseguimos manter-nos em boa posição nas primeiras voltas, mas depois disso foi estranho."

"Em termos de ritmo, perdemos muito tempo por volta em cada curva para o carro da frente, incapaz de me atacar ou me defender. Então, sim, há muito para corrigir e muito trabalho antes de chegarmos à Turquia. Vamos descobrir. Isso foi ruim nesta corrida e vamos voltar mais fortes na próxima."

Alonso comentou precisamente que a escuderia tinha que descobrir o que tinha dado certo no fim de semana, onde ele conseguiu correr no ritmo da Red Bull e até ultrapassar Max Verstappen, palavras que colidem com o desejo de Ocon de entender o que deu errado.

Questionado sobre a avaliação do companheiro, o espanhol revelou que seguiram caminhos diferentes em termos de acerto: "As configurações dos carros eram muito semelhantes nas últimas três ou quatro corridas, praticamente idênticos. No entanto, houve um grande desvio na última, porque não demos o mesmo feedback e não tivemos os mesmos comentários ”.

"Então, sim, temos algumas ideias sobre o que poderia ser. Estamos apenas procurando consertar os erros para a próxima corrida", acrescentou.

O louco GP da Rússia pode complicar a comparação entre dois pilotos devido às mudanças de condições que ocorreram, mas na qualificação, onde todos fizeram pelo menos uma volta com pneus de pista seca, Alonso superou Ocon em mais de um segundo e meio.

Apesar desta diferença de desempenho, o francês garante que não foi mau no carro, o que o deixa ainda mais dúvidas: "Não há nenhuma razão em particular"

"Quer dizer, me sinto bem ao volante, como foi em Monza ou Zandvoort. Portanto, não, não há uma razão especial para mim."

F1 AO VIVO: Hamilton VENCE 100º GP no CAOS da Rússia, Norris CHORA e corrida tem fim DRAMÁTICO; veja

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Erro da McLaren no GP da Rússia vai muito além da previsão do tempo
Artigo anterior

ANÁLISE: Erro da McLaren no GP da Rússia vai muito além da previsão do tempo

Próximo artigo

ANÁLISE: Os 10 fatos mais marcantes do GP da Rússia de 2021

ANÁLISE: Os 10 fatos mais marcantes do GP da Rússia de 2021
Carregar comentários