F1 realiza 4º GP na Rússia; confira 9 curiosidades da prova

Mesmo em apenas três edições, corrida russa guarda alguns fatos bem interessantes - saiba quais são!

F1 realiza 4º GP na Rússia; confira 9 curiosidades da prova
Carregar reprodutor de áudio
Disputado desde 2014, o GP é corrido no parque olímpico de Sochi, construído para as Olimpíadas de inverno do mesmo ano. É doloroso para nós brasileiros saber que perdemos um de nossos principais autódromos (Jacarepaguá) pelo mesmo motivo...
Disputado desde 2014, o GP é corrido no parque olímpico de Sochi, construído para as Olimpíadas de inverno do mesmo ano. É doloroso para nós brasileiros saber que perdemos um de nossos principais autódromos (Jacarepaguá) pelo mesmo motivo...
1/9

Foto de: XPB Images

Domínio da Mercedes: Lewis Hamilton venceu as primeiras duas edições da prova russa, com Nico Rosberg levando a melhor no ano passado. De maneira impressionante, nenhuma outra equipe liderou voltas em Sochi até hoje além do time alemão.
Domínio da Mercedes: Lewis Hamilton venceu as primeiras duas edições da prova russa, com Nico Rosberg levando a melhor no ano passado. De maneira impressionante, nenhuma outra equipe liderou voltas em Sochi até hoje além do time alemão.
2/9

Foto de: XPB Images

Hamilton terá de se manter alerta para evitar outra pole de Bottas. Sochi reserva para o finlandês um bom recorde: até hoje ele só largou no top-3 (2014 e 2015 em 3º e 2016 em 2º) vendo apenas os dominadores carros da Mercedes à frente.
Hamilton terá de se manter alerta para evitar outra pole de Bottas. Sochi reserva para o finlandês um bom recorde: até hoje ele só largou no top-3 (2014 e 2015 em 3º e 2016 em 2º) vendo apenas os dominadores carros da Mercedes à frente.
3/9

Foto de: XPB Images

O GP da Rússia de 2016 entrou para a história como a primeira corrida de F1 a ser disputada em um 1º de maio desde o fatídico GP de San Marino de 1994. Pela ocasião, Felipe Nasr homenageou Senna em seu capacete no último ano.
O GP da Rússia de 2016 entrou para a história como a primeira corrida de F1 a ser disputada em um 1º de maio desde o fatídico GP de San Marino de 1994. Pela ocasião, Felipe Nasr homenageou Senna em seu capacete no último ano.
4/9

Foto de: XPB Images

Outro dado curioso desta prova é que Sebastian Vettel alcançou no ano passado o mesmo número de GPs disputados por Ayrton Senna (morto em Imola em 1994) durante a prova em Sochi em 2016 – 161.
Outro dado curioso desta prova é que Sebastian Vettel alcançou no ano passado o mesmo número de GPs disputados por Ayrton Senna (morto em Imola em 1994) durante a prova em Sochi em 2016 – 161.
5/9

Foto de: Ferrari

O alemão não teve sorte. Ele foi tirado da prova na curva 3 na primeira volta do GP pelo russo Daniil Kvyat, então na Red Bull. Vettel tem apenas um pódio na Rússia (2º em 2015).
O alemão não teve sorte. Ele foi tirado da prova na curva 3 na primeira volta do GP pelo russo Daniil Kvyat, então na Red Bull. Vettel tem apenas um pódio na Rússia (2º em 2015).
6/9

Foto de: XPB Images

Para Kvyat - que dá nome justamente à arquibancada da curva 3 - o GP não guarda boas recordações: foi em Sochi em 2016 o estopim que o levou a ser rebaixado da Red Bull para a Toro Rosso. Duas semanas depois, ele viu Verstappen vencer com seu carro.
Para Kvyat - que dá nome justamente à arquibancada da curva 3 - o GP não guarda boas recordações: foi em Sochi em 2016 o estopim que o levou a ser rebaixado da Red Bull para a Toro Rosso. Duas semanas depois, ele viu Verstappen vencer com seu carro.
7/9

Foto de: XPB Images

Outro piloto que não tem boas recordações de Sochi é Nico Hulkenberg: o alemão abandonou a prova nos dois últimos anos ainda na curva 2.
Outro piloto que não tem boas recordações de Sochi é Nico Hulkenberg: o alemão abandonou a prova nos dois últimos anos ainda na curva 2.
8/9

Foto de: XPB Images

Em 2014, a prova foi marcada pela tristeza: o GP foi realizado apenas uma semana depois da prova do Japão, na qual Jules Bianchi sofreu o forte acidente que o levaria a falecer em julho do ano seguinte.
Em 2014, a prova foi marcada pela tristeza: o GP foi realizado apenas uma semana depois da prova do Japão, na qual Jules Bianchi sofreu o forte acidente que o levaria a falecer em julho do ano seguinte.
9/9

Foto de: XPB Images

compartilhar
comentários
Renault vê solução “difícil de encontrar” para motor de 2021
Artigo anterior

Renault vê solução “difícil de encontrar” para motor de 2021

Próximo artigo

Índia decide tributar F1 por corridas 3 anos depois

Índia decide tributar F1 por corridas 3 anos depois