Fórmula 1 GP de Singapura

F1: Em nome da "perfeição", Verstappen diz que pode criticar Red Bull por erros da equipe

Holandês também comentou que aceita ser criticado quando ele mesmo comete erros

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen disse que deveria poder criticar sua equipe Red Bull de Fórmula 1 se isso os ajudar a alcançar a perfeição.

O holandês deixou sua frustração clara depois que um erro de cálculo da equipe o viu precisar abortar sua última volta no Q3 porque ele não tinha combustível suficiente para completá-la e depois voltar aos boxes com a quantidade necessária para uma amostra da FIA ainda no tanque.

Leia também:

A equipe calculou mal quantas voltas ele seria capaz de fazer em uma pista que estava secando e ficando mais rápida.

Ele foi ordenado a parar quando se aproximava da curva final da volta e respondeu repetindo “Por quê? Que porra é essa?” no rádio.

O holandês acabou ficando em oitavo lugar no grid para a corrida de domingo.

Quando perguntado pelo Motorsport.com sobre sua frustração, dado o quão raramente sua equipe o decepcionou, Verstappen deixou claro que qualquer crítica pode funcionar nos dois sentidos.

“Eu sei, mas gosto da abordagem crítica”, disse ele. “Porque quando eu faço merda, eles também podem me dizer que eu cometo um erro. E acho que deveria ser o contrário também.

“Porque é assim que nos mantemos na direção certa, porque queremos ser perfeitos e não queremos ser bons. Queremos ser perfeitos.”

Questionado se havia dito à equipe o que pensava, ele disse: “Acho que eles sabem quando viram meu rosto e o que eu disse no rádio”.

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, locks-up his brakes and smokes his tyres

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, locks-up his brakes and smokes his tyres

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Verstappen estava convencido de que o pitwall deveria ter suas somas certas na contagem de voltas.

“Acho que ficamos um pouco surpresos que, claro, tivemos aquela volta extra”, disse ele. “Mas você pode acompanhar que você vê isso chegando. É por isso que eu realmente não entendo como isso foi perdido.

“E, claro, eles deveriam ter me deixado terminar a volta anterior, quando me disseram para abortar já para abrir uma lacuna na última volta. Claro, tudo isso também foi um pouco desencadeado com Pierre (Gasly) à minha frente.

“É por isso que tive que criar uma diferença para aquela volta final, porque estava me aproximando dele. Mas isso não é desculpa. Não consigo ver a quantidade de combustível no carro. Mas temos todos os sensores do mundo para rastrear esse tipo de coisa.

“Então sim, é incrivelmente frustrante, porque acho que tínhamos um bom carro. E acho que você pode ver isso já no Q3. O carro ficou muito bom. As condições são complicadas, mas eu gosto disso. O carro também estava funcionando muito bem.”

Verstappen estava convencido de que sua penúltima volta, abortada quando lhe disseram para abrir uma vantagem a Gasly, teria sido rápida.

“Já estavam mais de dois segundos para o meu mais rápido no Q3. Quer dizer, mesmo na volta que fiz, tive um grande momento no último setor. E eu já estava dois segundos acima, eu acho, antes mesmo de chegar a essas duas curvas.

“Normalmente, se você tiver combustível suficiente no carro, a última volta teria sido mais rápida. Eu não sabia que não tinha combustível suficiente no carro, caso contrário, é claro, eu teria ido em frente.

“Foi tudo bem, definitivamente teria sido o pole. Porque como eu disse, meus 1m51s3 ou o que quer que eu tenha feito, eu tive uma grande derrapagem naquela última chicane antes da última curva. Então havia muito nisso.”

Grid de largada para o GP de Singapura

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast #197 - Na berlinda, qual será o futuro de Ricciardo e Schumacher?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Confira os horários para o domingo do GP de Singapura
Próximo artigo Alonso "sonha alto" e mira pódio no GP de Singapura, que marca sua 350ª corrida na F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil