Fórmula 1 GP da França

F1 'volta' a ter vantagem de mais de 60 pontos para o líder após dois anos; veja

Última vez em que líder teve 63 pontos de vantagem ou mais foi com Lewis Hamilton sobre Valtteri Bottas no campeonato de 2020

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, arrives on the podium

A vitória de Max Verstappen no GP da França neste domingo (24), após ver o acidente de Charles Leclerc que fez o piloto da Ferrari sair zerado, trouxe uma diferença de pontos que a Fórmula 1 não via desde 2020.

Após a corrida em Paul Ricard, o holandês da Red Bull soma 233 pontos, contra 170 do monegasco, ou seja, 63 pontos de 'gap'. A última vez em que um líder colocou mais do que 63 pontos sobre o vice foi com Lewis Hamilton em 2020.

Leia também:

Na temporada afetada pela pandemia, a F1 conseguiu realizar apenas 17 corridas, e, na 11ª, após o GP de Eifel, em Nurburgring, pela primeira vez Hamilton esticou para valer a diferença para o segundo colocado.

A categoria vinha do GP da Rússia, em Sochi, com o britânico na frente na tabela, somando 205 pontos e à frente do então companheiro finlandês de Mercedes Valtteri Bottas, com 161, ou seja, 44 pontos de vantagem para o hoje heptacampeão.

Após a vitória de Hamilton na Alemanha e a quebra de Bottas -- a última vez em que a Mercedes teve abandono decorrente de confiabilidade em um dos seus carros --, o inglês rumava ao sétimo título, abrindo uma vantagem de 69 sobre seu companheiro de equipe, 230 a 161.

A sequência daquela temporada ainda teria mais quatro triunfos de Hamilton, até ele ser ‘parado’ pela Covid-19, quando foi substituído por George Russell no GP de Sakhir, com a diferença entre líder e vice-líder nunca chegando ao patamar abaixo dos 60 pontos.

A contagem final daquela temporada acabou ficando em 347 para Hamilton e 223 para Bottas (124 pontos de diferença), que finalizou nove pontos à frente de Verstappen, mesmo com o holandês vencendo em Abu Dhabi.

Em 2021, a F1 viu um campeonato mais próximo entre os dois primeiros colocados, com Verstappen chegando a abrir 33 pontos antes do GP da Grã-Bretanha, mas nada parecido com os atuais 63 de 2022.

F1 2022: Leclerc ERRA, Verstappen DISPARA, Hamilton é 2º e Russell DESPACHA Pérez; DEBATE do GP!

 

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Vantagem de 63 pontos sobre Leclerc é "maior do que deveria ser", diz Verstappen
Próximo artigo F1 - Hamilton não tinha como lutar contra Verstappen pela vitória na França: "Temos coisas a melhorar"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil