Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
12 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
40 dias

Norris estabelece meta "irreal" para sua estreia em 2019

compartilhar
comentários
Norris estabelece meta "irreal" para sua estreia em 2019
13 de dez de 2018 19:11

Piloto britânico tem como objetivo bater Carlos Sainz em todas as corridas e sessões qualificatórias, mas reconhece estar sendo exigente

Lando Norris, promovido a uma vaga na McLaren para temporada 2019, traçou sua própria meta para seu ano de estreia. O novato afirmou que pretende vencer seu companheiro mais experiente Carlos Sainz em todas as corridas e sessões de classificação.

“Minha meta é bater Carlos em todas as corridas e em todas as sessões de classificação”, disse Norris no lançamento do telefone McLaren OnePlus 6T. 

Norris afirmou que fará o possível para cumprir, mas reconhece ser um objetivo "irreal".

"Esse é um objetivo irrealista a ser definido no momento, mas farei o melhor trabalho que puder e completarei o máximo de preparação possível para estar pronto para isso".

"Todo ano, quando eu entro em uma nova categoria, meu companheiro de equipe já teve uma ou talvez duas temporadas de experiência, enquanto Carlos está em seu quinto ano na F1. Então é uma grande diferença".

"Há também alguns circuitos que nunca estive antes - Singapura, Montreal, Melbourne - e pistas como Mônaco, onde nem sempre é fácil ser super rápido em um carro de F1", acrescentou.

Lando Norris afirmou ainda que não ser o único britânico estreante na F1 representa uma outra fonte de pressão, já que George Russell fará sua estreia no grid do próximo ano pela Williams.

"Se houver alguma coisa, haverá mais pressão sabendo que há outro cara com quem você pode ser comparado", disse. "Se ele se sair muito bem e me vencer em algumas áreas, será uma coisa ruim para mim.”

"Se eu fosse o único estreante, não poderia ser comparado com ninguém que não fosse meu companheiro de equipe, e eu poderia parecer um herói mesmo se estivesse indo muito mal”, acrescentou o novato que se diz ansioso pela próxima temporada.

“Mas é bom que ele esteja na F1 e estou ansioso pelas corridas do próximo ano, onde quer que estejamos no grid”, completou.

Próximo artigo
Dirigente diz que quer deixar Monza ainda mais veloz

Artigo anterior

Dirigente diz que quer deixar Monza ainda mais veloz

Próximo artigo

Sirotkin: Otimismo para 2019 fez com que saída da Williams fosse “difícil de aceitar”

Sirotkin: Otimismo para 2019 fez com que saída da Williams fosse “difícil de aceitar”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1