Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
27 dias
06 mai
Próximo evento em
69 dias
20 mai
Próximo evento em
83 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
97 dias
10 jun
Próximo evento em
104 dias
24 jun
Próximo evento em
118 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
125 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
139 dias
29 jul
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
181 dias
02 set
Próximo evento em
188 dias
09 set
Próximo evento em
195 dias
23 set
Próximo evento em
209 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
216 dias
07 out
Próximo evento em
223 dias
21 out
Próximo evento em
237 dias
28 out
Próximo evento em
244 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
280 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
289 dias

Quatro equipes apresentam recurso contra decisão do caso Racing Point

Além da Renault, Ferrari, McLaren e Williams querem punição maior. Racing Point também apresenta apelação contra pena

compartilhar
comentários
Quatro equipes apresentam recurso contra decisão do caso Racing Point

Cinco equipes da Fórmula 1 entraram com uma notificação de intenção de apelar no caso do duto de freio da Racing Point, com a própria equipe de Silverstone enfrentando um grupo de quatro rivais.

Na sexta-feira de manhã, os comissários da FIA emitiram o veredito sobre o caso, que se centrou nos protestos apresentados pela Renault nos GPs da Estíria, Hungria e Grã-Bretanha em relação à legalidade dos dutos de freio.

Leia também:

A Racing Point foi multada em € 400.000 e perdeu 15 pontos no Mundial de Construtores, mas pode continuar usando o mesmo projeto de duto pelo resto da temporada.

Devido à natureza complexa do caso, as equipes receberam 24 horas após a publicação do veredito para registrar sua intenção de apelar, em vez de uma hora.

Quando o prazo expirou às 9h30 da manhã de sábado, ambas as partes originais escolheram a opção. A Racing Point quer limpar seu nome, enquanto a Renault questiona a pena.

Outras partes interessadas estão autorizadas a apelar, e Ferrari, McLaren e Williams se uniram aos esforços da Renault para garantir uma sanção mais dura.

Um porta-voz da FIA confirmou: “Recebemos avisos de intenção de apelação da decisão de protesto da Renault das seguintes equipes: Ferrari, McLaren, Racing Point, Renault e Williams.”

Todas as cinco equipes agora têm um período adicional de 96 horas para considerar suas opções e decidir se desejam prosseguir com seus recursos.

Supondo que pelo menos um decida prosseguir, o caso irá para o Tribunal Internacional de Apelação, onde será ouvido por um painel de juízes independentes.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, revelou na sexta-feira que um grupo de equipes planejava apelar.

“Acho que a FIA queria encontrar uma solução que deixasse todo mundo viver”, disse ele à Sky F1.

“Agora Racing Point está muito chateada. Eles acreditam que têm um caso forte e têm advogados prontos para apelar. E por outro lado, o que vejo, há um grupo se formando, uma pequena revolução em todos os sentidos, e eles estão tentando ir atrás da Racing Point porque acho que estão chateados por não terem o desempenho da Racing Point.”

F1 2020: Punição à Racing Point, troca de farpa com Renault e destaques da Inglaterra no SEXTA-LIVRE

PODCAST: Qual é o tamanho da 'sorte' de Hamilton ao vencer com três rodas?

 

Chefe da Racing Point detona dirigente da McLaren: “Não tem ideia do que está falando”

Artigo anterior

Chefe da Racing Point detona dirigente da McLaren: “Não tem ideia do que está falando”

Próximo artigo

Hamilton volta a mostrar força e lidera treino antes de classificação em Silverstone

Hamilton volta a mostrar força e lidera treino antes de classificação em Silverstone
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper