Raikkonen atribui derrota a pneu: estava longe de ser ideal

Piloto da Ferrari disse que carro tinha ritmo suficiente para vencer GP em casa

Raikkonen atribui derrota a pneu: estava longe de ser ideal

Kimi Raikkonen esteve muito perto de quebrar o jejum de mais de cinco anos sem vitórias na Fórmula 1 neste domingo, no GP da Itália.

O finlandês manteve a ponta, após largar na pole, mas teve os pneus como grande adversário na segunda metade da prova. Com bolhas visíveis, principalmente no traseiro esquerdo, ele acabou sendo presa fácil para Lewis Hamilton, faltando nove voltas para o fim.

Leia também:

Após a corrida, Kimi falou que tinha carro para vencer, mas que a borracha não contribuiu para isso.

“Acho que fomos rápidos o suficiente, mas infelizmente nossos pneus não estavam bons. Eu tentei, mas foi impossível no final, infelizmente. Estava longe de ser ideal, mas é isso que temos hoje, fizemos o máximo possível.”

“Acho que tivemos a velocidade, mas não havia mais nada no final no pneu traseiro esquerdo, foi difícil de chegar, mas tentamos e tivemos todo o apoio de muitas pessoas. Lamento por não ganhar, mas fica para a próxima vez.”

Quando perguntado se o setup do carro poderia ter contribuído para o desgaste acelerado dos pneus, Kimi não teve dúvidas.

“Não tem a ver com a configuração, o pneu só não durou tão bem quanto esperávamos. No final, não havia sobrado muito do esquerdo traseiro. Além de o carro estar bom, isso não ajudou a ficar atrás dos outros por algum tempo.”

“Você não estava em condições de economizar pneus, bem, você pode, mas você não passa... no final, ficamos sem pneus e, por sorte, durou até o fim da corrida.”

compartilhar
comentários
Vettel descarta preocupação após GP da Itália: “Temos ritmo”

Artigo anterior

Vettel descarta preocupação após GP da Itália: “Temos ritmo”

Próximo artigo

Hamilton diz que deixou espaço suficiente a Vettel; rival nega

Hamilton diz que deixou espaço suficiente a Vettel; rival nega
Carregar comentários