Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
11 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
39 dias

Renault: Vamos alcançar e passar Mercedes e Ferrari em 2019

compartilhar
comentários
Renault: Vamos alcançar e passar Mercedes e Ferrari em 2019
16 de ago de 2018 15:10

Chefe do time francês esbanja otimismo para próxima temporada em ano como melhor do resto na Fórmula 1

Em quarto lugar no campeonato de construtores da Fórmula 1, a equipe Renault continua em sua busca para se juntar às três equipes grandes do mundial - Mercedes, Ferrari e Red Bull. Chefe da equipe, Cyril Abiteboul é otimista e diz que acredita que os progressos deste ano para o ano que vem possam melhorar bastante seu conjunto, a ponto de igualar seu motor aos de Mercedes e Ferrari.

Em entrevista à revista alemã Auto Motor Und Sport, Abiteboul disse que o principal ponto de melhora do time é “certamente do lado do carro”.

“O motor é bom o suficiente para colocar um carro na pole, ganhar corridas e lutar pelo título. A Red Bull prova isso. Sem seus problemas, eles agora estariam totalmente na luta pelo título.”

“E apenas dois dos problemas deles tiveram a ver com o motor. Aqui nós estamos no roteiro com a nossa recuperação.”

“Estou convencido de que alcançaremos a Mercedes e a Ferrari em 2019, talvez até as ultrapassemos.”

“Estou satisfeito com o aumento de desempenho. Ainda não com a confiabilidade. No lado do chassi ainda estamos atrasados ​​aerodinamicamente.”

Perguntado sobre onde estão os problemas aerodinâmicos do carro francês, ele disse: “se eu soubesse disso, seríamos um segundo mais rápido”.

“Está nos detalhes. Este regulamento recompensa melhorias constantes em detalhes. Então há muitas coisas que fazem a diferença. Também há sistemas de suspensão muito complexos.”

“A aderência mecânica e a gestão de pneus são áreas em que nos atrasamos. Nós não pudemos trazer mudanças para o carro com rapidez suficiente. O caminho do conceito para o modelo de túnel de vento e a pista leva muito tempo. Nós trabalhamos duro para aumentar o escritório de design. Agora é hora de melhorarmos a capacidade de produção.”

Próximo artigo
OPINIÃO: Alonso é exemplo de como personalidade pode derrubar até os gênios

Artigo anterior

OPINIÃO: Alonso é exemplo de como personalidade pode derrubar até os gênios

Próximo artigo

Alonso admite que pode testar carro da Indy

Alonso admite que pode testar carro da Indy
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1