Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
64 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
78 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
85 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
113 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
141 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
148 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
162 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
169 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
183 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
197 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
204 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
218 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
232 dias

Sondado pela Toro Rosso, Mick Schumacher quer ir para a F2

compartilhar
comentários
Sondado pela Toro Rosso, Mick Schumacher quer ir para a F2
12 de set de 2018 15:14

Apesar de ter recebido oferta da Red Bull para integrar a Toro Rosso, Mick Schumacher quer disputar a Fórmula 2 antes

O filho de Michael Schumacher, Mick, ganhou todas as três corridas da F3 europeia no último fim de semana, e agora está três pontos atrás de Danil Ticktum na luta pelo título da categoria.

Após seu bom desempenho, seu nome está crescendo dentro do paddock da Fórmula 1, e algumas equipes já mostraram seu interesse em ter Mick Schumacher em seus elencos.

Atualmente, Schumacher tem 20 pontos na superlicença e os pilotos devem ter um mínimo de 40 pontos para se qualificar para a licença de F1. Se Schumacher terminar este ano entre os três primeiros, alcançará os 40 pontos e ganhará o direito de entrar direto na F1.

Leia também:

O Motorsport.com Itália apurou que o consultor da Red Bull, Helmut Marko, recentemente entrou em contato com Mick Schumacher. A equipe de Faenza, que por enquanto não confirmou quem serão seus pilotos para 2019, está agora interessada no piloto alemão.

No entanto, apesar disso, sabe-se que as pessoas que gerenciam a carreira de Schumacher querem que ele dispute a Fórmula 2 antes de entrar na Fórmula 1.

No momento, a Red Bull está de posse de Dan Ticktum, mas mesmo que ele seja campeão deste ano, não terá pontos suficientes na superlicença para garantir o direito de pilotar na F1.

Próximo artigo
McLaren: F1 não deveria depender do dinheiro para sucesso

Artigo anterior

McLaren: F1 não deveria depender do dinheiro para sucesso

Próximo artigo

Red Bull: Podemos surpreender em Singapura, Japão e México

Red Bull: Podemos surpreender em Singapura, Japão e México
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1