Di Grassi revela que tem propostas para seguir na F-E após saída da Audi

Piloto brasileiro, campeão de 2016-17, corre pela Audi, que sairá da categoria no final desta temporada

Di Grassi revela que tem propostas para seguir na F-E após saída da Audi

A Fórmula E inicia seu ano neste final de semana, com a rodada dupla em Diriyah, mas parte do grid já pensa no futuro e, entre eles, está Lucas di Grassi. Com a saída da Audi no final desta temporada, o brasileiro, campeão de 2016-17, revelou que já está negociando com outras equipes para se manter na categoria mesmo com a saída da montadora.

Di Grassi é um dos poucos pilotos que disputaram todos os GPs da F-E até aqui, conquistando o título na terceira temporada da história da categoria, após ter sido terceiro e segundo nos anos anteriores.

Leia também:

O anúncio das saídas da Audi e da BMW pegou o paddock de surpresa. A marca pela qual di Grassi corre optou por voltar seu programa em torno de um retorno às 24 Horas de Le Mans na nova classe LMDh, além de uma entrada no Dakar com carros elétricos.

Em entrevista ao portal The Race, o brasileiro revelou que têm propostas de pelo menos duas equipes, tendo iniciado as negociações, buscando, acima de tudo, garantir uma vaga competitiva no grid, algo que a Audi não conseguiu lhe oferecer na temporada passada, a primeira em que não conquistou nenhuma vitória.

"Não vou decidir nada por enquanto, e só continuo na Fórmula E se for em um lugar em que eu me vejo vencendo corridas e títulos. Pra mim não importa o financeiro. É bom ganhar e fazer dinheiro, mas esse fator é minoritário se eu conseguir uma equipe que me deixe em condições de lutar por vitórias".

"Se não for o caso, não tenho problemas se tiver que parar de correr e focar em outros projetos como Jerôme [d'Ambrosio, atual chefe da Venturi]".

A falta de competitividade da Audi levou o brasileiro a quebrar boas escritas que vinha acumulando na categoria, como o fato de ter terminado entre os três primeiros nas cinco temporadas anteriores. Por outro lado, segue sendo o piloto mais presente nos pódios, com 32 aparições em 69 corridas já disputadas.

Mas o brasileiro acredita que o Audi e-tron FE07 representará um novo momento para a equipe.

"No momento, tenho um bom carro para este ano. Vou focar em vencer o máximo possível e lutar pelo título. Vou tentar encontrar uma equipe com um bom projeto para o futuro e ficar na Fórmula E. Esse é o meu primeiro objetivo".

"Quando a Audi decidir o que querem fazer com o programa na LMDh, pode ser uma boa opção falar com eles, mas não tenho pressa".

Segundo o The Race, a Audi está próxima de oficializar a venda de sua equipe para a próxima temporada.

Fórmula E considera sequência de provas nas Américas em 2021

A categoria, que entra em seu primeiro ano como Campeonato Mundial da FIA, inicia sua sétima temporada neste fim de semana, mas, devido à pandemia, ainda não fechou por completo seu calendário para 2021.

Até aqui, estão confirmadas oito provas em seis praças: Diriyah, Roma, Valência, Mônaco, Marraquexe e Santiago, mas o objetivo, segundo a organização é que a temporada tenha cerca de 15 corridas.

Por conta das restrições de viagem impostas pelo Reino Unido, para conter a disseminação da Covid, a F-E está planejando uma sequência de corridas no continente americano, que começaria com a já confirmada rodada dupla em Santiago, em 05 e 06 de junho.

O Chile está na 'lista vermelha' do Reino Unido, o que significa que quem chegar do país terá que passar por 10 dias de quarentena. Com México e Estados Unidos fora dessa lista, a F-E pensa em expandir seu calendário para estes locais.

Atualmente, os ePs da Cidade do México e de Nova York seguem como adiados sem uma nova data oficial. A previsão da categoria é de anunciar a leva final de provas em março, após o início da atual temporada.

A informação foi confirmada por Jamie Reigle, CEO da F-E, ao Motorsport.com: "Não anunciamos ainda o calendário após Santiago, mas o plano é seguir naquela parte do mundo. Se não tivemos isenções, teremos uma discussão séria. Pensando em termos logísticos, faz sentido uma sequência nas Américas em junho".

Mas, para isso, a categoria terá que encontrar soluções alternativas. No México, o Autódromo Hermanos Rodríguez segue sendo usado como um hospital temporário, enquanto a área portuária de Nova York foi fechada para servir como centro de vacinação.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

RED BULL 2021: Veja carro de VERSTAPPEN e PÉREZ e como equipe se prepara para ENFRENTAR MERCEDES

PODCAST: Como congelamento de motores impacta o mercado da F1?

 

compartilhar
comentários
TV Cultura confirma transmissão da temporada 2021 da Fórmula E

Artigo anterior

TV Cultura confirma transmissão da temporada 2021 da Fórmula E

Próximo artigo

Fórmula E começa nesta sexta-feira; veja horários e como assistir

Fórmula E começa nesta sexta-feira; veja horários e como assistir
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Redação Motorsport.com