“Ferrari precisa se envolver com Fórmula E”, diz presidente

Sergio Marchionne considera que a tecnologia da categoria automobilística representa o desafio que será visto nos carros de rua do futuro

“Ferrari precisa se envolver com Fórmula E”, diz presidente
Ferrari logo
Ferrari logo covererd in rain drops
Ferrari logo
(L to R): Sergio Marchionne, Ferrari President and CEO of Fiat Chrysler Automobiles with Maurizio Arrivabene, Ferrari Team Principal
Daniel Abt, ABT Schaeffler Audi Sport; Maro Engel, Venturi
Crash: Stéphane Sarrazin, Venturi and Robin Frijns, Amlin Andretti Formula E Team
Robin Frijns, Amlin Andretti Formula E Team

O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, voltou a indicar que a empresa italiana se envolverá na Fórmula E em um futuro próximo, alegando que a marca precisa participar na categoria de carros elétricos.

A Ferrari foi ligada à Fórmula E pela primeira vez em novembro e, agora, os comentários de Marchionne indicam um desejo mais explícito de acompanhar outras montadoras de prestígio no projeto. 

“Precisamos nos envolver na Fórmula E porque a eletricidade por hibridização será parte do nosso futuro”, comentou Marchionne à Auto, revista oficial da FIA.

“Hibridização é crucial para a Ferrari. Não vou negar que as regras nos colocam sob pressão, mas poderíamos alcançar essas metas de outras formas. O desafio não é apenas diminuir a emissão [de gases], mas também em performance. Já desenvolvemos um supercarro híbrido, La Ferrari, e, no futuro, os modelos da Ferrari contarão com novas tecnologias.”

Acredita-se que a Ferrari não irá ter uma equipe totalmente oficial até 2022, mas poderia entrar na categoria como parceira técnica de um time privado. O mais provável é que isso aconteça através do nome FIAT, que lançou recentemente o modelo 500 totalmente elétrico.

A Ferrari tem parceria com a empresa de segurança cibernética russa Kaspersky, que é conhecida por sua ambição de aumentar seu envolvimento com as corridas e que observou com atenção a Fórmula E recentemente.

Além de ser uma patrocinadora da Ferrari na F1, a Kaspersky também tem equipes no GT, incluindo a equipe de Giancarlo Fisichella no Blancpain GT Series. Além disso, a empresa também patrocina os pilotos jovens da Ferrari na F2 e GP3.

O chefe da Fórmula E, Alejandro Agag, mostrou cautela ao analisar a possível entrada da Ferrari, mas revelou que “era hora de ele e o Sr. Marchionne se reunirem”.

compartilhar
comentários
Equipe minimiza “maratona” de Buemi para o ePrix do México

Artigo anterior

Equipe minimiza “maratona” de Buemi para o ePrix do México

Próximo artigo

Abt marca pole position em treino embolado no México

Abt marca pole position em treino embolado no México
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Sam Smith