Fórmula 1
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
7 dias
Fórmula E
R
ePrix da Arábia Saudita
22 nov
-
22 nov
Próximo evento em
1 dia
R
ePrix de Santiago
17 jan
-
18 jan
Próximo evento em
57 dias
NASCAR Cup
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
15 nov
-
17 nov
Evento encerrado
Stock Car Brasil
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
R
Goiânia II
22 nov
-
24 nov
Próximo evento em
1 dia
MotoGP
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
15 nov
-
17 nov
Evento encerrado

Após outra morte, Honda suspende participação no SuperBike Brasil

compartilhar
comentários
Após outra morte, Honda suspende participação no SuperBike Brasil
27 de mai de 2019 18:57

Depois de acidente fatal de Danilo Berto neste domingo, montadora anuncia suspensão de participação e patrocínio da categoria de motovelocidade

Depois da morte de Danilo Berto na terceira etapa do SuperBike Brasil neste domingo, a Honda decidiu suspender sua participação e patrocínio na principal categoria de motovelocidade do Brasil. O piloto corria pela equipe Pitico Race Team, com moto Kawasaki, e sofreu grave acidente no circuito de Interlagos. Leia abaixo o comunicado completo:

"A Honda recebeu com profundo pesar a notícia da morte do piloto Danilo Berto da equipe PRT (Pitico Race Team), confirmada neste domingo (26), em decorrência do acidente sofrido durante a terceira etapa da temporada 2019 do SuperBike Brasil e presta solidariedade aos familiares, amigos e a toda a comunidade da motovelocidade brasileira.

A Honda decidiu suspender temporariamente sua participação em todas as categorias e o patrocínio ao SuperBike Brasil até que as causas sejam esclarecidas e medidas efetivas sejam tomadas pela organização para atestar as condições de segurança aos participantes."

Leia também:

Berto já havia se acidentado com gravidade em 2018, após ser "atropelado" em largada de prova do SuperBike, quando teve que passar por cirurgias na perna direita e nas vértebras. O acidente fatal deste domingo é o quinto na categoria em cinco anos. Destes, quatro foram no circuito de Interlagos, que é apontado como perigoso para eventos de motovelocidade.

No começo de abril, outro piloto da SuperBike Brasil, Mauricio Paludete, morreu após outra prova em Interlagos, quando perdeu o controle de sua moto na entrada do S do Senna. O acidente fatal de Paludete havia sido terceiro que a categoria viu no circuito paulista em três anos.

A palavra da categoria

Em nota à imprensa divulgada neste domingo, o SuperBike Brasil lamentou a morte de mais um piloto e disse que prioriza a segurança de suas corridas. Leia abaixo:

"O SuperBike Brasil recebeu, com extremo pesar, a notícia do óbito por volta das 16h35. Informada, a organização cancelou as demais atividades do dia. O campeonato está prestando assistência à família neste momento.

O SBK Brasil prioriza a segurança do evento e vem implementando inúmeras melhorias, tais como: ampliação das barreiras de ar de proteção; aumento do número de ambulâncias de suporte avançado; contratação de um renomado diretor médico, que, por sua vez, seleciona um time de altamente capacitados; treinamento constante com a equipe de sinalização e resgate; treinamento aos motoristas das ambulâncias; implantação de um medical car, entre outras melhorias.

Vale ressaltar que o warm-up não é uma corrida ou treino classificatório, mas, sim, uma sessão de aquecimento. No momento da queda, as condições de pista estavam normais."

Próximo artigo
Piloto da SuperBike Brasil não resiste a ferimentos e morre após acidente em Interlagos

Artigo anterior

Piloto da SuperBike Brasil não resiste a ferimentos e morre após acidente em Interlagos

Próximo artigo

Piloto da SuperBike que morreu em Interlagos corria contra a vontade da família

Piloto da SuperBike que morreu em Interlagos corria contra a vontade da família
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Geral