GT Sprint Race: confira detalhes da Corrida Noturna em Londrina

Veja também como são equipadas as máquinas da categoria, uma das principais do esporte a motor nacional

GT Sprint Race: confira detalhes da Corrida Noturna em Londrina

A GT Sprint Race já inaugurou a etapa da Corrida Noturna em Londrina, garantindo emoção ao tão aguardado evento deste fim de semana no Autódromo Ayrton Senna. Pela décima vez, a cidade recebe a categoria, uma das principais do automobilismo brasileiro, – a estreia foi em 2013, no circuito longo, com duas provas diurnas. A primeira prova à noite aconteceu em 2014.  O circuito do Paraná só ficou de fora do calendário no ano de estreia da GTSR, em 2012.

O editor recomenda:

Após os dois treinos livres no primeiro dia de atividades de pista, a Corrida Noturna também acontece no circuito curto. A bateria diurna teve largada às 14 horas. Mas a Noturna, diretamente ligada à claridade e condições climáticas, é um atrativo à parte.

Pole position, Gabriel Casagrande destacou que o GTSR #83 casou com a pista de Londrina. “O carro está como eu gosto. Vamos ver com a mudança de temperatura o que vai acontecer na prova da noite. Estamos na melhor posição para se largar e espero que, durante as corridas, tenhamos o mesmo rendimento. Corrida de noite é uma ótima iniciativa e acredito que será e mais um desafio”, afirmou o piloto, destaque dos treinos livres e dos classificatórios.

Os GTSRs

O carro GT Sprint Race conta com chassi tubular de aço inox e peso total de 1.000 kg, motor V6, 3.6 litros, 300 cv de potência e um torque de 40 kg. Nos freios, as pinças são da marca Doppler, de fabricação Argentina, com discos de freios Fremax e pastilhas de freios TecPads.

Na parte eletrônica, os carros passaram a usar o modelo GT Attack, que permite acesso a todas as informações técnicas direto no volante, o que facilita muito o entendimento dos sinais do motor, evita quebras e, acima de tudo, traz uma facilidade maior com relação ao equilíbrio das máquinas.

Na suspensão, todos os jogos são independentes, através de duplo triângulo e push rods. Além disso, os carros estão compostos por um câmbio sequencial Sadev, fabricação francesa, super conceituado no mundo do automobilismo, com seis marchas, power shift e paddle shift (borboleta).

Sistema de disputa

Em 2021, o calendário da GT Sprint Race está dividido em dois campeonatos e nove eventos, sendo oito praças diferentes: no campeonato nacional, seis etapas (duas corridas em cada), – Velocitta (SP), Interlagos (SP), Cascavel (PR), Londrina (PR) e duas em Curitiba (PR) –, e as três etapas do minitorneio “Special Edition” – Goiânia (GO), Tarumã (RS) e Potenza (MG) –, com três corridas cada. Da somatória dessas disputas, sairão os campeões overall nas suas respectivas classes: PRO, PROAM e AM.

O sistema de disputa do torneio Brasil conta com duas corridas, sendo este ano 23 minutos de prova e mais uma volta, em que cada carro pode ser representado por um ou dois pilotos. No caso das duplas, cada piloto terá o mesmo tempo de treinos e corridas.

A oitava etapa da GT Sprint Race terá transmissão ao vivo para todo o País pelo YouTube do  Motorsport.com e também na televisão pelo canal fechado BandSports com a segunda corrida, a noturna.

Veja os horários da etapa de Londrina da GT Sprint Race 2021

18h00 – Corrida 2 (noturna)

22h00 – Pódio - Corrida 2 – Local a ser definido

ATENÇÃO: O horário da segunda corrida está diretamente ligado à claridade do momento e condições climáticas.

Calendário GT Sprint Race 2021 

Etapa 1 – 02 de Maio – Velocitta - Mogi Guaçu/SP (Brasil/#GrandOpening)

Etapa 2 – 23 de Maio – Goiânia/GO (#SpecialEdition)

Etapa 3 – 27 de Junho – Interlagos/SP (Brasil/#SuperPole)

Etapa 4 – 18 de Julho – Cascavel/PR (Brasil/#TripleX)

Etapa 5 – 15 de Agosto – Tarumã/RS (#SpecialEdition)

Etapa 6 – 05 de Setembro – Curitiba/PR (Brasil/#InverseRace)

Etapa 7 – 03 de Outubro – Lima Duarte/MG (#SpecialEdition)

Etapa 8 – 30 de Outubro – Londrina/PR (Brasil/#NightChallenge)

Etapa 9 – 05 de Dezembro – Curitiba/PR (Brasil/#MatchPoint)

compartilhar
comentários
GT Sprint Race: em estreia, Salustiano vence corrida diurna em Londrina
Artigo anterior

GT Sprint Race: em estreia, Salustiano vence corrida diurna em Londrina

Próximo artigo

GT Sprint Race: Julio Campos vence a Corrida Noturna em Londrina

GT Sprint Race: Julio Campos vence a Corrida Noturna em Londrina
Carregar comentários