GT Sprint Race festeja primeira corrida de sua história

Categoria se destaca entre as competições nacionais como uma das que mais evolui tecnicamente e a que mais despontou inovações para o automobilismo brasileiro

GT Sprint Race festeja primeira corrida de sua história

Em 13 de maio de 2012, 17 pilotos (12 carros) alinhavam na pista do Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, para a disputa da primeira corrida oficial da GT Sprint Race.  Começou ali, naquele ano, a história de uma categoria que conseguiu juntar o que existiu no mais alto nível da pilotagem com as mais excelentes inovações da engenharia automotiva.

Leia também:

Um primeiro ensaio aconteceu antes, em novembro de 2011, ano de fundação da categoria. Idealizada por nomes da família Marques, composta pelos pilotos Paulo de Tarso (pai), Thiago Marques, Tarso Marques e Gare Marques (filhos), a GT Sprint Race desenhava sua marca na história do automobilismo. Aquela corrida foi uma espécie de embrião de tudo que acontece nos eventos atuais.

O grid da primeira corrida foi formado com os pilotos: Rodrigo Barone, Adriano Amaral, Jorge Garcia, Guilherme Sperafico, João Marcelo, Leonardo Medrado, Marco Antonio Garcia, Eduardo Serratto/Douglas Pierosan, Marcelo Maioli/Gustavo Trunci, Lucas Marotta/Lucas Finger, Eduardo Leite/Beto Cavaleiro e Caito Vianna/Marcelo Rodriguez.

Ao longo destas 10 temporadas, desde a primeira das 152 corridas até agora, a GT Sprint Race se esforçou para ultrapassar fronteiras, forjar paixões e buscar a excelência no esporte que atrai cada vez mais fãs, mantendo um ecossistema gigantesco, com milhares de pessoas que vivem disso, desde as que trabalham diretamente na pista, até as que atuam fora dela, como fornecedores, patrocinadores, apoios entre outros, e que formam uma engrenagem impressionante.

Entre as implementações realizadas pela GT Sprint Race e que ficaram consagradas durante a década estão atrações especiais como a Guest Race (na qual um piloto consagrado no automobilismo é convidado para compor o grid), a Super Pole (sistema qualificatório, destinada aos cinco pilotos mais rápidos, que têm somente uma volta independente), Inverse Race (com grid invertido para os oito primeiros), a Night Challenge (corridas noturnas), a corrida no anel externo (oval), do Autódromo Internacional de Curitiba; a Set Up Free (na qual os pilotos têm liberdade para realizar o acerto do seu carro), a etapa decisiva, com o Match Point, o ineditismo com duas etapas nos Estados Unidos e, recentemente, as etapas da Special Edition com classificação diferenciada.

Mais de 200 pilotos de todas as regiões brasileiras, além de estrangeiros, experientes ou novatos, já passaram pela GT Sprint Race e que despontaram em outras categorias nacionais e internacionais.

"Hoje, a categoria celebra a realização de sua décima temporada com lembranças de histórias incríveis, com narrativas de superação, de vitórias e construção de heróis. Esperamos um futuro ainda mais brilhante" comemora Thiago Marques, CEO da GT Sprint Race.

O próximo desafio da edição 2021 será entre os dias 21 e 23 de maio, no Autódromo de Goiânia, com a realização de três corridas válidas para o torneio GT Sprint Race Special Edition.

GT Sprint Race 2021 - 1ª Etapa | CORRIDA 2 | Velocitta | Domingo, 02/05

PODCAST: Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
GT Sprint Race: Pilotos iniciam campanhas pelos títulos da 10ª edição

Artigo anterior

GT Sprint Race: Pilotos iniciam campanhas pelos títulos da 10ª edição

Próximo artigo

GT Sprint Race realiza primeira Special Edition de 2021 no fim de semana

GT Sprint Race realiza primeira Special Edition de 2021 no fim de semana
Carregar comentários