Filha de Gil de Ferran ressalta “altruísmo” e “amor” de pai em depoimento emocionante

Anna de Ferran agradeceu às mensagens de fãs e amigos após morte de lenda do automobilismo brasileiro e mundial

Gil de Ferran, Sporting Director, McLaren

Gil de Ferran, Sporting Director, McLaren

Steven Tee / Motorsport Images

Gil de Ferran nos deixou no último dia 29 de dezembro. Após a confirmação da morte do piloto, uma série de mensagens nas redes sociais inundaram todas as plataformas, incluindo de grandes nomes do esporte a motor do Brasil e do mundo.

Leia também:

Nesta quarta-feira (3), a filha do vencedor da Indy 500 de 2003, Anna de Ferran, enviou uma mensagem nas redes sociais em que agradece o apoio de todos aqueles que, de alguma maneira, se dirigiu ao seu pai de maneira carinhosa.

Anna também falou sobre a personalidade de seu pai, relatando os últimos momentos de Gil no carro em que estava guiando, ao frear para que seu irmão não batesse e pudesse “voltar para casa em segurança”.

Confira o depoimento:

No dia 29 de dezembro de 2023 perdemos Gil de Ferran. Um marido, um pai, um filho, um campeão e um amigo.

Em nome de toda a família de Ferran, gostaria de agradecer a manifestação de amor que recebemos nos últimos dias.

Houve temas comuns nas mensagens que lemos sobre meu pai. É realmente comovente ver as palavras respeito, campeão, inteligente, humilde, conexão profunda e integridade surgirem com tanta frequência.

Embora meu pai nos tenha deixado muito jovem, ele morreu do jeito que acreditamos que ele gostaria: guiando um carro de corrida com meu irmão ao seu lado. Ele nos deixou sem dor e seu último ato foi pisar no freio para que meu irmão pudesse voltar para casa em segurança conosco naquela noite. Essa história por si só é uma prova do nível de pensamento, cuidado, altruísmo e amor que ele colocou em tudo o que fez.

Meu pai era um homem muito profundo e pensativo e não tinha medo de discutir a morte. Ele queria que todos continuassem suas vidas com curiosidade, determinação e graça. Então é isso que faremos. Continuaremos a rir, continuaremos a amar, continuaremos a fazer perguntas, continuaremos a ter ideias novas e excitantes, continuaremos a perseguir os nossos sonhos e continuaremos a viver a vida ao máximo, tal como ele fez. Meu pai era maior que a vida e suponho que ele cresceu um pouco demais para esta vida, mas a luz que ele brilhou neste mundo brilhará para sempre.

Obrigado pelo seu tempo conosco GdF!

 

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e MCLAREN

Podcast #263 – Max mais incomodado? Briga pela P2 acirrada? O que esperar da F1 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE: Os atributos que tornaram Gil de Ferran uma força potente no automobilismo
Próximo artigo Podcast #264 – O que Gil de Ferran deixa para o automobilismo?

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil