IndyCar
26 jul
-
28 jul
Evento encerrado
16 ago
-
18 ago
Evento encerrado
22 ago
-
24 ago
Evento encerrado
30 ago
-
01 set
Evento encerrado
20 set
-
22 set
Evento em andamento . . .

Indy anuncia que terá carros com motores híbridos a partir de 2022

compartilhar
comentários
Indy anuncia que terá carros com motores híbridos a partir de 2022
1 de ago de 2019 15:40

Com nova especificação de unidade de energia, categoria espera atrair mais fabricantes, além da Honda e Chevrolet

A Indy, em parceria com a Chevrolet e a Honda, implementará um sistema híbrido em seus carros a partir da temporada de 2022. Segundo a categoria, isso proporcionará melhorias importantes que vão da competição à segurança.

O sistema funcionará em paralelo com os motores de combustão interna, combinando a crescente tecnologia híbrida para produzir mais de 900 cavalos de potência.

A tecnologia consistirá de um motor multifásico, inversor e dispositivo de armazenamento elétrico que criará recuperação de energia do sistema de frenagem do carro.

Leia também:

"É um momento empolgante para a Indy com a evolução dos carros e inovações, como o motor híbrido sendo incorporado ao novo motor", disse o presidente, Jay Frye. “À medida que nos movemos em direção ao futuro, permaneceremos fiéis às nossas raízes de sermos rápidos, fortes e autênticos e, ao mesmo tempo, ter a capacidade de adicionar tecnologia híbrida que é um elemento importante para a série e nossos fabricantes de motores.”

A adição da unidade híbrida postergará a estreia do novo carro, de 2021 para 2022, realinhando este fato com a chegada do chassi de última geração como inicialmente planejado. A mudança permitirá que a Indy continue trabalhando em outras inovações futuras para o novo pacote, bem como estenda a janela de oportunidade para um fabricante adicional para se juntar à Chevrolet e à Honda em 2022.

O powertrain híbrido será integrado no sistema push-to-pass e fornecerá um aumento de potência para a ferramenta usada pelos pilotos para ultrapassar nos percursos mistos e de rua. O sistema atual, que é limitado a 200 segundos por piloto nesses eventos, ganhará potência adicional do sistema híbrido para ajudar o carro a atingir sua meta de alcançar mais de 900 cavalos de potência.

A nova regulamentação de motores estará em vigor por seis anos – de 2022 até 2027.

Próximo artigo
Nasr comemora teste com carro da Indy: “Sorri o tempo todo”

Artigo anterior

Nasr comemora teste com carro da Indy: “Sorri o tempo todo”

Próximo artigo

Mansell completa 66 anos; relembre carreira daquele que bateu de frente com Piquet e Senna na F1

Mansell completa 66 anos; relembre carreira daquele que bateu de frente com Piquet e Senna na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar