Folger se vê em luta com Zarco por lugar de Rossi na Yamaha

Alemão lembra pódio em casa e fala com exclusividade de suas primeiras impressões na MotoGP

Folger se vê em luta com Zarco por lugar de Rossi na Yamaha
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Podium: second place Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Second place Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3
Carregar reprodutor de áudio

Ofuscado por Johann Zarco nas primeiras corridas do ano, o alemão Jonas Folger reencontrou a confiança após muito trabalho e atualmente tem competido em igualdade com o companheiro, que se tornou em 2016 o primeiro bicampeão da categoria intermediária do mundial desde Jorge Lorenzo em 2006 e 2007.

Após realizar a volta mais rápida do GP da Catalunha, Folger conquistou um surpreendente pódio duas provas depois, no GP da Alemanha, após disputar a vitória com Marc Márquez. O piloto da Tech3 Yamaha chegou até a liderar a corrida em grande parte.

No momento em uma disputa com Cal Crutchlow, Jorge Lorenzo e Danilo Petrucci pelo sétimo posto no mundial, o alemão confessa que o ano está sendo melhor que o esperado.

“Estou muito feliz. Passamos pela primeira parte do ano e estamos em oitavo no campeonato”, disse com exclusividade ao Motorsport.com Brasil.

“Não esperávamos isso no início da temporada. Fizemos um grande trabalho e melhoramos durante a temporada em muitas áreas. Melhorei a velocidade e as brigas. Estou lutando melhor e estou confiante nas corridas. Cometo agora menos erros, e vemos isso nos resultados.”

Folger acredita que o segundo lugar conquistado em Sachsenring foi o melhor momento de sua carreira de piloto.

“Foi melhor do que qualquer corrida que eu tenha feito”, falou o alemão que completou 24 anos no dia do GP da Áustria.

“Foi melhor que qualquer vitória que eu já tive, mesmo tendo sido segundo lugar. Mas eu não pensei em nada disso. Estive apenas concentrado em correr. Mas quando você termina a corrida, você vê todos ao seu lado e percebe o quão grande é aquilo.”

“Fiquei muito feliz e emocionado. Aí você percebe que o que fez. Compartilhar este momento com todos os membros da equipe e a família – que gastou muito tempo e energia no início da minha carreira – foi a coisa mais legal que já aconteceu comigo.”

Disputa com Zarco é pelo lugar de Rossi

O alemão não têm dúvidas: o substituto de Valentino Rossi, atualmente com 38 anos de idade, na Yamaha será ou ele ou o parceiro Johann Zarco. Folger vê valor no companheiro e admite que antes de conquistar bons resultados sentiu que fosse ter um ano difícil ao lado do francês.

“Ele é bicampeão mundial. Mas, no fim, sei que posso fazer o que ele faz”, falou.

Mesmo assim, Jonas crê que possa surpreender o francês.

“No final, isso deve ficar entre nós. Não sei o quão longe ele ainda pode ir, mas conseguimos ir até onde ele estava no início do campeonato, e agora estamos aqui provando por que estamos bem. No início da temporada, eu pensei: ‘ele foi embora, ele está um passo acima e vai ficar ali o ano todo, vai ser muito difícil para mim para melhorar’.”

“Mas aí, lentamente, ganhamos a confiança, trabalhamos e no final essas corridas boas que tivemos me fizeram entender que posso fazer o mesmo. Por que não? Ele é o primeiro desafio para mim, preciso batê-lo.”

“Mesmo ele sendo um bom companheiro e uma boa pessoa - realmente gosto dele, é um grande cara. Mas ele quer me bater e eu quero ficar à frente dele, e no fim das contas estamos lutando pela mesma coisa.”

compartilhar
comentários
Para Dovizioso, Ducati precisa melhorar se quiser título
Artigo anterior

Para Dovizioso, Ducati precisa melhorar se quiser título

Próximo artigo

Viñales é contra mudança no chassi da Yamaha

Viñales é contra mudança no chassi da Yamaha