MotoGP
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
25 dias
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
39 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
53 dias
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
60 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
74 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
81 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
95 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
123 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
130 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
144 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
158 dias
R
GP de Aragón
25 set
-
27 set
Próximo evento em
173 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
193 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
201 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
207 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
222 dias
R
GP da Argentina
20 nov
-
22 nov
Próximo evento em
229 dias
R
GP de Valência
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
236 dias

Márquez vê Dovizioso como principal rival na Áustria

compartilhar
comentários
Márquez vê Dovizioso como principal rival na Áustria
Por:
10 de ago de 2018 20:21

Espanhol falou sobre ritmo de sua Honda tanto em pista seca, como no piso molhado

Aparentemente o Red Bull Ring é território da Ducati, e a marca italiana colocou suas três motos de fábrica na frente dos tempos, após o primeiro dia de treinos livres do GP da Áustria, mas Marc Márquez não está longe. Ele foi o quarto colocado pela manhã e liderou a tabela na segunda sessão, debaixo de chuva.

"Tivemos dúvidas sobre sair ou ficar nos boxes. Saímos, dei algumas voltas e me senti muito bem no começo", relatou sobre seu melhor tempo no TL2 com pista molhada.

A sessão mais importante foi a da manhã, nas mesmas condições que são esperadas para a corrida de domingo, e nela, Márquez deu 20 voltas com os pneus de corrida.

"A melhor coisa é que de manhã eu também estava muito confortável, e isso me dá esperança, porque é o treino de referência", disse ele.

Apesar de tudo, as três Ducatis de 2018 terminaram à frente do catalão.

"A Ducati está muito rápida, mas não acho que estamos longe. Eu acho que Dovizioso é que está um pouco melhor. No molhado, a Ducati não pode usar toda sua potência e, portanto, podem sofrer um pouco mais", disse ele.

"Há três Ducatis na frente, mas não desistimos. A aceleração da Ducati faz a diferença. Na velocidade máxima, eles ficam entre 3,4 ou 5 quilômetros por hora. Temos que melhorar para chegar ao nível de Dovizioso, que está um pouco mais rápido. A diferença é perceptível quando a quarta, a quinta e a sexta marcha estão engatadas".

Ansioso para o sábado, boas condições são esperadas e ele espera poder continuar trabalhando para a corrida.

"O TL3 será importante porque não temos muito tempo e teremos que entender qual pneu é o melhor para a corrida."

"O ritmo em seco é bom, porque com mais de 20 voltas com os pneus eu estava bem. Quando você tem confiança, você tem que tirar proveito disso. É por isso que fiz todo o treino da manhã com o mesmo pneu."

"No papel estamos para terminar em segundo, agora temos que trabalhar para lutar pela vitória contra Dovizioso."

Até hoje, Márquez sempre apontou para Valentino Rossi como seu maior rival, uma tendência que está se aproximando da figura de Dovi.

"A Ducati tem uma base melhor que a Yamaha. Eu digo que o mais perigoso é Valentino porque ele é o segundo. Mas sobre Dovi, não vai demorar muito, então será ele ", disparou com seu pragmatismo habitual.

Próximo artigo
KTM admite estar "em negociações" com Pedrosa

Artigo anterior

KTM admite estar "em negociações" com Pedrosa

Próximo artigo

Dovizioso: Eu sabia que seria rápido de imediato na Áustria

Dovizioso: Eu sabia que seria rápido de imediato na Áustria
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Localização Red Bull Ring
Pilotos Marc Marquez Compre Agora
Autor Oriol Puigdemont