Porsche Cup: Aos 37 anos, Paludo revela melhor fase da carreira

Em uma sequência de fins de semana consecutivos em pistas norte-americanas e do Brasil, atual campeão da Carrera Cup falou sobre as expectativas de mais uma conquista

Porsche Cup: Aos 37 anos, Paludo revela melhor fase da carreira

Miguel Paludo acumula uma carreira sólida e vitoriosa na Porsche Cup Brasil, com 31 vitórias e seis títulos, incluindo o do campeonato Sprint na Carrera Cup de 2020. Além disso, neste ano ele pôde retornar à categoria que competiu no início da década passada, a NASCAR, conseguindo por meio da BRANDT o apoio para três provas em circuitos mistos na Xfinity Series.

Leia também:

Vivendo uma verdadeira maratona - após ter corrido em Austin, voado para o Brasil para o Velocitta, palco da abertura da Porsche, o gaúcho já tem passagem marcada para Mid-Ohio - em uma sequência de tirar o fôlego para qualquer um. Antes de ir para a pista em um dos treinos, ele falou sobre o atual momento que vive com exclusividade ao Motorsport.com.

“Todo ano começa com vários pontos de interrogação”, disse Paludo sobre as expectativas em mais um campeonato na Porsche. “Nunca sabemos como será o ritmo, os concorrentes e tudo mais. Depois de um ano como 2020 eu não poderia estar mais confiante, depois de ter conseguido voltar à NASCAR após oito anos e estar competitivo. Isso ajudou muito a sentar aqui nesse carro. A ideia é correr como foi no ano passado, tentando ser rápido e dominante.”

Aos 37 anos, idade em que muitos pilotos começam a pensar no que fazer após a carreira de piloto, o hexacampeão da Porsche revelou que vive o ápice da carreira.

“É a melhor, sem dúvida. Como um todo, como pessoa, como piloto, com confiança mental, com confiança no carro. Tudo anda em câmera mais lenta, se comparado com os anos anteriores. Nada como a experiência.”

“Essas três semanas que eu estou vivendo, Texas, aqui com a Porsche e ir para Mid-Ohio, voltando a competir no carro #8, é meio que um sonho, de poder correr em categorias de ponta em dois países diferentes, tentando ser competitivo e vencer corridas, eu não sou mais um piloto no grid, para fazer número. Temos chances reais em ambas as categorias, tem o estresse, tem a pressão minha e do time, mas isso faz parte, eu sempre lido com ela e tento fazer o melhor possível.”

Uma das novidades para aa Porsche Cup neste ano é a transmissão da categoria em uma plataforma global, na Motorsport.tv, com a exibição das corridas em inglês. Esta será uma ótima oportunidade de o pessoal da NASCAR poder acompanhar as exibições de Paludo em terras brasileiras.

“É uma grande oportunidade de o pessoal acompanhar. As pessoas assistiam, mas não entendiam o idioma, além do próprio pessoal da JR Motorsports, eles me perguntam como assistir. Isso, com certeza, vem a agregar e ajudar a categoria a ser mais conhecida lá”, concluiu.

Tanto o treino de classificação, como as duas corridas da etapa do Velocitta serão transmitidos pelo Motorsport.com e Motorsport.tv. No sábado, os qualis começam às 9h15 e as corridas 1 às 13h. No domingo, a emoção das corridas de fundo começam às 12h.

PODCAST: O que a liderança inédita de Verstappen representa na F1?

 

compartilhar
comentários
Porsche Cup: Vice-campeão da GT3, Urubatan Jr. quer evolução em nova categoria
Artigo anterior

Porsche Cup: Vice-campeão da GT3, Urubatan Jr. quer evolução em nova categoria

Próximo artigo

Porsche Cup: Pilotos encaram jornada dupla e com decisão no Velocitta; entenda

Porsche Cup: Pilotos encaram jornada dupla e com decisão no Velocitta; entenda
Carregar comentários