Porsche Cup: Pilotos encaram jornada dupla e com decisão no Velocitta; entenda

Leo Sanchez e Eduardo Menossi terão uma verdadeira maratona ao competirem nas duas categorias no fim de semana de abertura

Porsche Cup: Pilotos encaram jornada dupla e com decisão no Velocitta; entenda

Um dos acontecimentos mais comuns na NASCAR é a presença de um mesmo piloto em outras categorias no mesmo fim de semana. Isso é tão comum que a própria direção da categoria teve que restringir as participações dos competidores da Cup Series na Xfinity e Truck. O trabalho extra não é encarado como anormalidade.

Leia também:

Neste fim de semana, na Porsche Cup Brasil, dois pilotos terão tarefas semelhantes aos dos americanos. Leo Sanchez e Eduardo Menossi competirão no Velocitta nas categorias GT3 Cup e Carrera Cup. Só depois do término da rodada, ambos terão que decidir em qual campeonato seguir caminho.

Menossi explicou como surgiu a ideia, não muito comum no Brasil: “Com a chegada de muita gente na GT3 Cup, surgiu a dúvida. E eu fiquei realmente bem tentado em fazer as corridas Sprint na Carrera e já me preparar melhor para o ano que vem, para quando chegarem os carros novos, o 992.  E aí, com essa dúvida, conversando bastante com o pessoal, eles sugeriram fazer essa etapa nas duas categorias.

“Eu topei o desafio, foi um pouco em cima da hora, e estou me divertindo bastante. Acho que como eu virei um tempo muito bom nos testes da Carrera, me adaptei rápido ao carro. Acho que a dúvida vai ser boa a partir de domingo, no que diz respeito ao que vamos seguir. Vamos jogar para o universo e ver o que vai dar.”

Irreverente, como sempre, Sanchez confirmou a versão do amigo/piloto: “O Eduardo Menossi, meu amigo, mas algoz nas pistas, me ligou e disse: ‘poxa, Leo, estou com uma ideia aqui de ir para a Carrera, e gostaria que você fosse junto’. Respondi a ele, dizendo que a gente não conhecia o carro e ele ficou de ver um treino. E nisso, o Dener (Pires, promotor da categoria) permitiu que a gente experimentasse nesta etapa do Velocitta na GT3 Cup e Carrera para depois tomar uma decisão. Está sendo uma experiência muito legal, única, mas um pouco cansativa.

A tarefa, além de cansativa, vai necessitar de um exercício psicológico na hora de “virar a chavinha”, já que os carros têm configurações diferentes. Um dos pontos são os freios, com o da Carrera tendo disponível os freios ABS.

“Nesse ponto, aqui é um circuito muito travado, muito técnico, então andar de Carrera se torna um pouco mais fácil, apesar do carro ter mais motor e você ter que vir dosando o acelerador, você consegue chegar mais próximo do melhor tempo”, disse Menossi.

Os feitos de Sanchez e Menossi não são inéditos na Porsche Cup. Eloi Khouri já passou por isso em uma etapa que foi a preliminar da Fórmula 1 em Interlagos em 2017 e deu o seu parecer sobre o caso da dupla.

“Para mim foi uma experiência maravilhosa porque, além de ser duas categorias diferentes no mesmo dia, foram dois patrocinadores diferentes também. Então a emoção também de estar representando duas marcas foi bem legal. E eu acho que o que também me motivou muito para a segunda corrida é que a primeira prova foi boa. Então, você já sai meio que com euforia, com alegria. E aquelas tensões que a gente tem um pouco antes da largada, que é aquela emoção, como você está indo para uma segunda largada na sequência, depois que você está aquecido, você deseja mais aquele momento. Isso é bem legal, você aproveita bastante. É indescritível porque você muda de carro, que é o caso deles que é um carro com ABS e outro sem agora, no meu caso era o câmbio e aqui, agora, é o ABS. Então, com certeza as primeiras duas, três voltas talvez eles deem um cutucão menor ali no freio, mas vão se divertir demais, vão curtir muito, e vão estar aquecidos. Espero que tenham sorte também, assim como eu tive, e que mais coisas desse tipo aconteça.”

Eduardo Menossi

Eduardo Menossi

Photo by: Luca Bassani

A palavra do coach

Quem ajuda Leo Sanchez em toda a jornada da Porsche Cup é Átila Abreu, que também com o piloto de São Bernardo do Campo nas provas de Endurance. O piloto da Shell na Stock Car falou sobre a experiência que seu pupilo irá passar.

“Para mim, está sendo também um aprendizado, porque eu nunca tinha andado em carro da Carrera. Eu também precisei andar um pouco para entender como que o carro é de dirigibilidade para poder passar essas experiências ao Leo.”

“O carro da Carrera, por ser muito mais rápido e você ter o mesmo pneu, então teoricamente você tem o mesmo grip no meio de curva, ele empurra muito mais de frente. Porque quando você acelera, como você tem mais potência, a frente fica mais leve. Então ele é um pouquinho diferente no estilo de pilotar, como atacar a curva ou não, ponto de frenagem, mas o ABS faz muita diferença.“

“Acho que o meu grande desafio é passar isso para ele, ele já tem uma certa experiência no GT3 Cup, já ganhou título e tudo, mas Carrera vai ser o primeiro feedback que ele vai ter.”

PODCAST: O que a liderança inédita de Verstappen representa na F1?

 

compartilhar
comentários
Porsche Cup: Aos 37 anos, Paludo revela melhor fase da carreira

Artigo anterior

Porsche Cup: Aos 37 anos, Paludo revela melhor fase da carreira

Próximo artigo

Veja como foram os treinos de classificação da Porsche Cup no Velocitta

Veja como foram os treinos de classificação da Porsche Cup no Velocitta
Carregar comentários