Daniel Serra brilha no Velopark e vence corrida 500 da Stock Car; Barrichello é 2º

compartilhar
comentários
Daniel Serra brilha no Velopark e vence corrida 500 da Stock Car; Barrichello é 2º
7 de abr de 2019 14:51

Atual bicampeão da categoria contou com estratégia perfeita em prova histórica da principal categoria do automobilismo brasileiro

Daniel Serra foi o grande nome da prova 500 da história da Stock Car, em evento realizado no Velopark neste domingo (07). O atual bicampeão da categoria teve a melhor estratégia diante da chuva que chegou a cair durante a corrida e conseguiu abrir boa vantagem para Rubens Barrichello, o segundo colocado.

Ricardo Mauricio foi o terceiro colocado, superando Thiago Camilo, o pole position, nas voltas finais.

Leia também:

A corrida começou com pista seca, mas em poucos giros a chuva deu as caras, fazendo muitos apostarem pelos pneus de pista molhada. Serra foi um dos últimos a parar, apostando que a água não continuaria a cair. A equipe colocou pneus slicks e abria vantagem cada vez maior após o retorno. O filho de Chico Serra terminou a quase 23 segundos de Rubens Barrichello. 

A Corrida

A largada da 500ª corrida da história da Stock Car foi limpa, com Thiago Camilo mantendo a liderança e Daniel Serra não deixando o piloto da Ipiranga Racing respirar. Barrichello, Gomes e Piquet completavam o top-5.

Na quarta volta, Marcel Coletta e Pedro Cardoso acabaram rodando, com o piloto da equipe Crown Racing ficando pelo caminho.

Neste ponto, o miolo do pelotão tinha uma grande briga, envolvendo Max Wilson e Gabriel Casagrande, que por conta dos toques, ficaram sob investigação. Ao mesmo tempo, Valdeno Brito abandonava a prova por problemas na direção hidráulica.

Faltando 30 minutos para o fim, a chuva começava a dar as caras, trazendo novas possibilidades para a prova. Enquanto isso, Guga Lima saia da pista e batia na barreira de pneus, trazendo o Safety Car.

A relargada foi dada quando restavam 23 minutos, com a chuva ainda caindo de maneira tímida e em pontos diversos do autódromo. Conforme ela foi apertando, os pilotos começavam a ir para os boxes para calçar pneus de pista molhada, sendo Marcos Gomes o primeiro a arriscar.

Logo em seguida, Barrichello tocava em Denis Navarro, fazendo o piloto do carro #5 rodar.

Gomes e Camilo brigavam pelo sexto posto, no que poderia ser a briga pela ponta, assim que todos parassem nos pits.

Líder da prova, Serra foi para os boxes e optou por pneus slicks, apostando no fim da chuva. A pista naquele momento já tinha pontos com asfalto seco.

Após o ciclo de paradas completo, Serra continuava em primeiro, seguido de Barrichello, Gomes, Camilo e Fraga, no top-5.

Alguns pilotos que optaram por pneus de chuva voltaram aos pits para colocar os slicks, como Nelsinho Piquet.

Rubinho também voltou a se envolver em um acidente, ao tocar em Cacá Buno quando faltavam menos de 10 minutos para o fim. Ambos ficaram sob investigação pela direção de prova.

Quem crescia nos minutos finais era Ricardo Mauricio, chegando ao terceiro lugar. Ao mesmo tempo, Gomes perdia muito rendimento e caia para a sexta posição.

Alheio a tudo isso, Serra abria grande vantagem para Barrichello, que tinha seu carro danificado, em mais de 10 segundos. 

Restando menos de dois minutos para o fim, o bicampeão da categoria dava uma volta em cima de Thiago Camilo, o quarto colocado.

Com extrema tranquilidade, quase 23 segundos para o segundo colocado, Daniel Serra recebeu a bandeira quadriculada em primeiro, seguido de Barrichello e Ricardo Mauricio.

Resultado

Posição Piloto
1 29 Daniel Serra
2 111 Rubens Barrichello
3 90 Ricardo Maurício
4 21 Thiago Camilo
5 88 Felipe Fraga
6 80 Marcos Gomes
7 33 Nelson Piquet Jr
8 30 Cesar Ramos
9 83 Gabriel Casagrande
10 4 Julio Campos
11 10 Ricardo Zonta
12 18 Allam Khodair
13 12 Lucas Foresti
14 11 Gaetano di Mauro
15 8 Rafael Suzuki
16 65 Max Wilson
17 44 Bruno Baptista
18 70 Diego Nunes
19 3 Bia Figueiredo
20 28 Galid Osman
21 0 Cacá Bueno
22 5 Denis Navarro
23 110 Felipe Lapenna
24 9 Guga Lima
25 77 Valdeno Brito
26 177 Marcel Coletta
27 143 Pedro Cardoso

 

Próximo artigo
Átila Abreu deve ficar de repouso por seis semanas, afirma Dr. Dino Altmann

Artigo anterior

Átila Abreu deve ficar de repouso por seis semanas, afirma Dr. Dino Altmann

Próximo artigo

Barrichello comemora 2º como vitória em prova com “quê de Hockenheim 2000”

Barrichello comemora 2º como vitória em prova com “quê de Hockenheim 2000”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Velopark