Delatores da Lava Jato dizem ter lavado dinheiro na Stock

Segundo investigados, valores de patrocínios na Stock Car eram superfaturados para o pagamento de propinas

Delatores da Lava Jato dizem ter lavado dinheiro na Stock
Carregar reprodutor de áudio

Segundo informações veiculadas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, a Stock Car foi alvo de lavagem de dinheiro usado para o pagamento de propinas na Petrobrás. Delatores da Operação Lava Jato, que destrincha os esquemas de corrupção na companhia, disseram que superfaturavam acordos com times do campeonato.

Segundo Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, que patrocinou a categoria, o dinheiro excedente nos acordos era repassado novamente à sua firma.

Condenado pela Lava Jato, Adir Assad, dono de uma empresa de marketing (Rock Star) e alvo de três operações da Polícia Federal no último mês, era parceiro de uma equipe na divisão de acesso da categoria – a J.Star Racing, na extinta Copa Montana.

Em uma das notas fiscais entregues à justiça consta um pagamento de R$ 4 milhões por patrocínio e ações de marketing relacionadas ao piloto Allam Khodair no ano de 2012.

Segundo a assessoria do piloto, os contratos de Allam com a Rock Star foram rompidos ainda em 2012, quando surgiram as primeiras suspeitas. O piloto também falou que não recebeu o valor estabelecido no contrato entregue à PF.

Outro delator, Ricardo Pernambuco, sócio da Carioca Engenharia, também afirmou que obtinha dinheiro em espécie após simular contratos com Assad. Ele citou um contrato de patrocínio de 2009 no valor de R$ 820 mil para o piloto Murillo Macedo Filho na Stock Car Light.

Murillo Macedo era sócio de Assad na J.Star Racing na Copa Montana quando R$ 3,5 milhões foram repassados ao time em patrocínio pelo grupo Schahin (que possui banco e construtora).

As notas fiscais deste contrato estão na 31ª fase da Operação Lava Jato, que ainda não teve sua apuração concluída.

compartilhar
comentários
CBA culpa equipe de Cacá por confusão de bandeirada
Artigo anterior

CBA culpa equipe de Cacá por confusão de bandeirada

Próximo artigo

De Cimed na Porsche, Cacá vê saída da Red Bull possível

De Cimed na Porsche, Cacá vê saída da Red Bull possível